10.2 C
Alcanede
Segunda-feira ,12 Abril, 2021
Sociedade

Gatunos voltam a atacar na freguesia de Alcanede, desta vez em Aldeia da Ribeira

Um televisor LCD e um fio de ouro foram furtados de uma habitação situada em Aldeia da Ribeira. O assalto aconteceu no sábado, 30 de março de 2013, e deixou a população deste pacato lugar da freguesia de Alcanede, apreensiva face a mais um crime em plena luz do dia, por volta das 15 horas.

Após uma deslocação às urgências do Hospital de Santarém, os proprietários da casa depararam-se com “um cenário assustador”, contou ao Portal de Alcanede o neto das vítimas.

Ao entrar na habitação, o casal reparou de imediato, “que lhes faltava o televisor LCD que estava na cozinha, marca LG, que estavam alguns objetos no chão e uma carteira aberta”. Assustados, percorreram as restantes divisões da casa verificando que o seu quarto também estava “todo revirado”, de onde terão roubado o fio de ouro. Nas restantes divisões, segundo o familiar do casal, “não mexeram absolutamente em nada”.

O neto das vítimas disse ainda que foi o seu tio, “que me deu o alarme do assalto. Ligou-me a perguntar se lá tinha ido a casa buscar a televisão”, ao que respondeu “não”, tendo sido nesse momento que perceberam que tinham sido vítimas de roubo.

Ao que conseguimos apurar, não existiu arrombamento de portas nem janelas, tendo o ladrão sido visto pela filha de uma vizinha do casal que passou por “um individuo que aparentava cerca de 45 anos, com um LCD debaixo do braço, vestido de preto”, e que se terá colocado em fuga “num carro preto, com a bagageira aberta e a alta velocidade”, disse ao Portal de Alcanede uma testemunha, colocando-se a hipótese de ser “um cidadão de etnia cigana”.

O larápio terá entrado na habitação, “provavelmente com a chave da cozinha que se encontrava escondida num local exterior da habitação um pouco à vista”, disse-nos o neto, apelando para que as pessoas, “não deixem chaves escondidas, janelas e portas mal fechadas ou encostadas, e objetos de valor à vista”, aconselhou.

O caso foi entregue à GNR de Santarém, que tomou conta da ocorrência, e que chegou poucos minutos depois de alertada para o assalto, embora sem conseguir intercetar o carro, de cor preta, que também foi visto junto da Capela e ruas próximas de Aldeia da Ribeira.

Artigos Relacionados

Tragédia na Foz do Lizandro deixa comunidade Alcanedense de luto

Carlos Coelho

Jovens de Vale do Carro pedalam pelo sino da capela de S. Lourenço

Paulo Coelho

B.V. Alcanede – AG Extraordinária para definir data de eleições para órgãos sociais

Paulo Coelho