19.3 C
Alcanede
Sábado ,20 Julho, 2024
Sociedade

Da ilusão à desilusão – Núcleo Sportinguista da Serra de Aire e Candeeiros sem pernas para andar

Caiu por terra a vontade de fazer nascer, em Valverde, a sede do Núcleo Sportinguista da Serra de Aire e Candeeiros. Os primeiros passos foram dados no passado mês de fevereiro, mas após quatro meses desde o ato simbólico, a vontade não passou disso mesmo, segundo disse ao Portal de Alcanede, Fernando Alves, mentor da iniciativa.

Não sei o que se passou! Fiquei tão entusiasmado no primeiro dia em que reunimos para dar início ao projeto, mas a verdade é que passado pouco tempo, quando foi necessário dar a cara, poucos apareceram”, disse.

Conscientes de que a criação de um núcleo, feito de raiz, não era realmente uma tarefa fácil, contactos realizados posteriormente levaram a que o Núcleo Sportinguista da Batalha visse com bons olhos a criação de uma delegação em Valverde, “nem sequer eram precisos órgãos sociais, porque a Batalha ficaria com essa responsabilidade”, esclareceu Fernando Alves.

Para que o projeto vingasse “eram necessárias só 4 ou 5 pessoas para representarem a delegação, mas apenas apareceram dois elementos numa reunião e, na segunda tentativa, apenas mais uma pessoa!”, desabafou o entusiasta do potencial Núcleo Sportinguista da Serra de Aire e Candeeiros.

Para Fernando Alves é uma mágoa que fica, “não sei se terá sido por eu ser o dono do espaço onde ficaria a sede do núcleo/delegação” questionou, “imagino que algumas pessoas tenham pensado que haveria outro aproveitamento, mas não havia mais nada”, a vontade resumia-se a criar condições para os Sportinguistas da freguesia de Alcanede e não só, “apenas gostaria que o meu nome ficasse ligado à criação do primeiro núcleo do Sporting da Serra de Aire e Candeeiros”, afirmou ao Portal de Alcanede.

Resignado com o desfecho da sua intenção inicial, Fernando Alves fez questão de agradecer “ao Carlos (da Muniauto), que foi o primeiro a manifestar o seu total apoio a esta ideia, ao Ricardo Filipe (da Filstone) e ao Orlando”, lamentando que “mais pessoas não tivessem percebido a real importância deste projeto!”, disse.



Artigos Relacionados

Rancho das Viegas vai comemorar as bodas de prata

Carlos Coelho

ETAR de Alcanede em fase de conclusão

Paulo Coelho

Câmara de Santarém deixa alunos da Escola de Alcanede sem água quente

Carlos Coelho