11.7 C
Alcanede
Quinta-feira ,22 Fevereiro, 2024
Sociedade

Pavilhão Multiusos: Junta de Freguesia avança com desaterro enquanto aguarda revisão do PDM e visto do Tribunal de Contas

Os primeiros passos para a construção do futuro Pavilhão Multiusos de Alcanede já se iniciaram com a remoção de terras no Largo da Feira. Os trabalhos de desaterro antecedem a revisão do Plano Diretor Municipal de Santarém (PDM), plano que terá de ser revisto até final deste ano e que só depois permitirá a abertura de concurso público para a obra que também terá de ter um visto favorável por parte do Tribunal de Contas. Ainda existe um caminho a percorrer.

O desaterro “é um começo para que possamos fazer pressão a quem de direito para ver se a obra avança”, disse ao Portal o Presidente da Junta de Freguesia de Alcanede (JFA). O autarca considera que “temos aqui um entrave que é a revisão do PDM que está previsto ficar revisto no final deste ano” no cumprimento da legislação em vigor, plano esse que, não fosse a pandemia, já deveria ter sido concluído em 2020.

Para Manuel Joaquim Vieira, “o PDM já travou tanta coisa que espero que isto avance! O projeto está feito, o desaterro vai ficar feito e o projeto não vai ficar esquecido”, disse. Também do lado do município de Santarém “existe a vontade de que a obra se concretize, mas teremos de esperar pela aprovação do Tribunal de Contas” lembrou o Presidente da JFA, “esperamos que não exista nenhum problema porque esta obra é uma necessidade, não só para Alcanede, mas para toda a região”, afirmou.

O atual trabalho de desaterro está a ser realizado “com o apoio de alguns empresários da nossa região, a quem agradeço o seu contributo”, que além de emprestarem viaturas e máquinas “também estão a pagar a mão de obra das pessoas que aqui estão a trabalhar”, salientou Manuel Joaquim Vieira. A JFA está a pagar “os custos com os combustíveis e as refeições das pessoas que aqui trabalham”, lembrando que se a Junta de Freguesia tivesse de suportar a totalidade das despesas “este desaterro ficaria em mais de 80.000€”, disse.

A ideia do desaterro “é para nivelar pela parte de baixo da estrada e ficar mais aproximado do Parque de Jogos, tanto mais que o projeto prevê que ambas as infraestruturas fiquem ligadas uma à outra, com um anfiteatro em pedra” (escadarias em pedra), que irá ligar parte do Pavilhão Multiusos ao Parque Desportivo.

Prevê-se que os trabalhos de desaterro continuem até quarta-feira, 3 de agosto de 2022, sendo que a realização da feira de Alcanede não irá sofrer qualquer alteração, “a mesma continuará a funcionar neste local, mantendo as mesmas condições habituais, apenas a um nível mais baixo. Ficará tudo ajeitado e levará tout venant”, concluiu Manuel Joaquim Vieira.

O Portal de Alcanede recorda que a construção do Pavilhão Multiusos foi declarada de interesse público municipal, em outubro de 2018, em reunião da Assembleia Municipal de Santarém, contando há época com 42 votos a favor do PSD, PS, BE e CDU e com a abstenção do CDS-PP.

Artigos Relacionados

Covid-19: USF Foral Novo suspende consultas temporariamente

Portal Alcanede

EN 362 – Técnicos da IP ponderam alterações no “troço da polémica”

Portal Alcanede

Acidente de trabalho em pedreira provoca ferido grave com vítima helitransportada para o hospital

Portal Alcanede