24.5 C
Alcanede
Domingo ,21 Julho, 2024
Cultura

Apresentações do livro “Crónica da Igreja de Alcanede” cativaram plateias presentes em Alcanede e Santarém

O livro “Crónica da Igreja de Alcanede”, da autoria do alcanedense Luís Duarte Melo, foi apresentado no passado dia 8 de dezembro, em Alcanede, e no dia 10, em Santarém. Ambas as cerimónias foram carregadas de simbolismo e muito participadas, a primeira na terra Natal do autor e a segunda na Sé Catedral de Santarém.

Em Alcanede, o evento decorreu na Sala Multiusos do Parque de Jogos, destacando-se o debate realizado sobre a freguesia de Alcanede, o seu património histórico (material e imaterial), a comunidade religiosa e os efeitos da pandemia na sua relação com a vivência coletiva, os relevantes achados arqueológicos na necrópole existente nas fundações da Matriz, a reabilitação do Castelo e sua disponibilização a visitas turísticas e pedagógicas. Assuntos que prenderam a audiência.

O papel das novas gerações na dinamização cultural e turística da região e os apoios manifestados pelos autarcas presentes, presidente da Junta de Freguesia de Alcanede, Manuel Joaquim Vieira, e Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Santarém, para o aprofundamento da agenda cultural e para que o património de Alcanede possa aqui ser reabilitado, valorizado e divulgado, reforçando a identidade e a coesão social deste território, também foram temas em destaque durante a apresentação do livro “Crónica da Igreja de Alcanede”, que contou ainda com as participações musicais de Francisca Albino e Afonso Lopes.

Depois de Alcanede, e dadas a importância e abrangência desta obra emblemática, que nasce do movimento voluntário “Eu sou Matriz”, que se destina à angariação de fundos para os trabalhos de reabilitação da Igreja Matriz de Alcanede, o autor considerou fundamental realizar uma segunda apresentação, escolhendo a Sé Catedral de Santarém para o efeito.

No edifício secular, a cerimónia contou com os discursos de D. José Traquina, Bispo de Santarém, Maria Antónia Amaral, arqueóloga e diretora do Castelo de São Jorge em Lisboa, Luís Duarte Melo, autor do livro, João Teixeira Leite, vice-presidente da Câmara Municipal de Santarém, terminando com um concerto da Sociedade Filarmónica Alcanedense que acompanhou a atuação da soprano Sofia Pinto.

A edição do livro “Crónica da Igreja de Alcanede” tem os apoios da Família Montez e da Junta de Freguesia de Alcanede, revertendo as receitas da sua venda integralmente para as obras de reabilitação da Igreja Matriz.

Pe. António Vicente
Ricardo Gonçalves – Presidente da CMS
Manuel Joaquim Vieira – Presidente da JFA
Afonso Lopes e Francisca Albino
Luís Duarte Melo
D. José Traquina – Bispo de Santarém
João Teixeira Leite – Vice-Presidente da CMS
Sociedade Filarmónica Alcanedense sob orientação do Maestro Alberto Lages
Soprano Sofia Pinto
Maria Antónia Amaral – Arqueóloga e diretora do Castelo de São Jorge em Lisboa
Maria Lopes Cardoso – Universidade Católica Portuguesa


Artigos Relacionados

Dança Criativa – Uma nova modalidade na EDS de Aldeia da Ribeira

Paulo Coelho

Inúmeras atividades marcam XIII Feira do Livro e Semana da Leitura

Carlos Coelho

Alcanedense Ivone Carrolo homenageia Banda de Alcanede

Paulo Coelho