13.5 C
Alcanede
Segunda-feira ,27 Maio, 2024
Sociedade

Alcanede não escapou ao mau tempo registado em todo o país

A região de Alcanede não escapou ao mau tempo registado em todo o país no sábado, 19 de janeiro de 2013. Confirmaram-se assim, as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera que colocou, na véspera, quase todo o território nacional em aviso meteorológico vermelho. Em conformidade, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) decretou, por seu turno, o estado de alerta amarelo para o distrito de Santarém.

Em comunicado enviado este domingo ao Portal, os Bombeiros Voluntários de Alcanede referem que “o dia de ontem foi sem dúvida um dos piores dos últimos anos para as entidades envolvidas na proteção civil”.

A corporação de Alcanede esteve presente em 31 ocorrências, “entre quedas de árvores, desmoronamentos, aluimentos de terras, quedas de postes elétricos, emergências pré-hospitalares, entre outros”, tendo sido mobilizados 38 Bombeiros que “voluntariamente acorreram prontamente à chamada”.

O comunicado realça os casos mais críticos ocorridos nas freguesias de Alcanede e Gançaria. No Vale do Carro registo para “a queda de uma árvore de grande porte sobre o telhado de uma habitação”, e na Gançaria onde caíram “cerca de 30 pinheiros, interrompendo a circulação numa estrada secundária”.

Segundo o Comando dos Bombeiros Voluntários de Alcanede o objetivo principal foi o de “dar prioridade às ocorrências que de algum modo estivessem a pôr em causa a vida e qualidade de vida das pessoas”, bem como os cortes das vias de comunicação. Além de Alcanede e Gançaria, os soldados da paz também foram chamados a prestar auxílio na freguesia de Tremês.

A violência dos ventos fortes que se fizeram sentir, levaram a que, “a meio da manhã, tenhamos ficado sem comunicações por avaria das redes fixa e móvel, pelo que deixou de ser possível receber diretamente da população as chamadas de socorro. Passámos a receber apenas os pedidos via 112”. Uma situação que leva a corporação Alcanedense a fazer uma recomendação para, eventuais, situações semelhantes, “em caso de impossibilidade de contato direto com os Bombeiros, façam os pedidos de socorro através do número nacional de emergência: 112”, refere o comunicado assinado pelo Comandante Paulo Silva.

Nota do Portal de Alcanede:

O Portal também acabou por sofrer as consequências do temporal que assolou a nossa região. Privados de eletricidade durante um dia inteiro, sem acesso a linhas telefónicas móveis e fixas e sem captação de internet móvel, só hoje foi possível voltar ao convívio dos nossos leitores.

Tal como grande parte da população da freguesia, ontem foi dia de relembrar os “velhos tempos” em que os candeeiros a petróleo eram nossos fieis amigos. Alcanede esteve horas, a mais na minha opinião, completamente isolada do Mundo.

Felizmente que foi só uma “ameaça” do que poderia ser um temporal de grandes e devastadoras dimensões. Estaremos nós, Alcanede, as grandes cidades, o país inteiro, preparados para algo maior? Tenho a certeza que não, depois do retrocesso de mais de 40 anos que vivemos ontem.

Permitam-me também uma palavra de agradecimento para o trabalho desenvolvido pelos nossos Bombeiros Voluntários, e para o facto de o temporal não ter ferido nem morto ninguém, o que infelizmente acabou por acontecer em outros pontos do país.

Paulo Coelho
 

Artigos Relacionados

Aldeia da Ribeira em Festa de 26 a 29 de janeiro

Carlos Coelho

Bombeiros Alemães trocam experiências com Bombeiros de Alcanede

Carlos Coelho

Concurso de Kizomba e baile em Aldeia da Ribeira anima véspera de feriado

Carlos Coelho