11.4 C
Alcanede
Sexta-feira ,3 Dezembro, 2021
Sociedade

ETAR de Alcanede inaugurada a13 de julho com munícipes isentos de pagarem ligação aos ramais de saneamento

Cerca de mil habitantes vão ser servidos pela Estação de Tratamentos de Águas Residuais (ETAR) de Alcanede. A inauguração da nova infraestrutura está marcada para o próximo sábado, 13 de julho de 2013, e custou cerca de três milhões e seiscentos mil euros +iva, incluindo os sistemas de saneamento de Bairro dos Murtais, Mosteiros, Alqueidão do Mato e Aldeia de Além.

Em declarações ao Portal de Alcanede, o Diretor de Operações da empresa municipal Águas de Santarém, confirmou que nesta primeira fase, “já se encontram completamente concluídas as obras das redes de saneamento de Alcanede e Bairro dos Murtais”, as quais se encontram “em condições de ligação à rede de saneamento e à ETAR”.

Paulo Machado lembrou também que a segunda fase “deverá estar concluída durante este Verão”, abrangendo “as localidades de Mosteiros, Alqueidão do Mato e Aldeia de Além, cujas redes de saneamento se encontram em fase de conclusão de trabalhos”, disse.

Atualmente, a Estação de Tratamentos de Águas Residuais de Alcanede encontra-se em funcionamento regular no Bairro de São João, dado que a zona “já se encontrava dotada com uma rede de coletores ligada a uma fossa séptica coletiva”, tendo sido apenas necessário “executar um bypass à fossa para ligação das águas residuais ao emissário e à ETAR”, pelo que os esgotos desta urbanização já estão a ser tratados, bem como o sistema elevatório associado “EE de Quinta do Sapo”.

Para que todas as ligações à ETAR de Alcanede estejam concluídas, neste momento, “faltam apenas as ligações dos clientes (rede privada), estando a Águas de Santarém a diligenciar a informação necessária a fornecer aos clientes sobre a forma de efetivação das respetivas ligações”. Essa informação, segundo Paulo Machado, “será prestada via carta, a emitir com brevidade”, e através de outros canais, “nomeadamente através da Junta de Freguesia”.

O Conselho de Administração da Águas de Santarém, presidido por Ricardo Gonçalves, atual Presidente da Câmara Municipal de Santarém anunciou, recentemente, que aboliu as taxas que se cobravam aos munícipes pela ligação das suas casas à rede pública de saneamento básico.
A taxa sobre os ramais (que se cifrava em cerca de 618 euros), é agora suportada pela empresa municipal, que decidiu assumir os encargos inerentes ao processo de ligação, “nomeadamente a parte não comparticipada e vistorias”, segundo um comunicado da empresa municipal datado de maio deste ano.

Segundo o Diretor de Operações da Águas de Santarém, está previsto “iniciar as ligações ainda no mês de julho, de acordo com a entrada dos respetivos pedidos de ligação dos clientes”. Paulo Machado lembrou ao Portal de Alcanede que, “as ligações serão executadas à medida que os clientes requererem o serviço”, concluiu.

Artigos Relacionados

Câmara de Santarém deixa alunos da Escola de Alcanede sem água quente

Carlos Coelho

O voto que pode ajudar a salvar as vidas dos nossos bombeiros

Paulo Coelho

Avaria no depósito de Alcanede já foi reparada

Paulo Coelho