24.9 C
Alcanede
Domingo ,18 Agosto, 2019
Entrevistas

Entrevista a Luciano Vitorino – Responsável pela atual Comissão de Festas de Valverde

A Comissão de Festas de Valverde vai realizar, no próximo dia 11 de novembro, uma Tarde de Fados. A iniciativa, visa a angariação de fundos para a conceção de uma estátua de São Pedro, padroeiro da localidade e que se pretende, seja futuramente colocada no átrio da Capela. A obra faz parte de um projeto de requalificação, iniciado em 2008, para enobrecer aquele espaço.

A propósito desta pretensão, o Portal de Alcanede falou com o atual líder da Comissão de Festas de Valverde. Luciano Vitorino explica como tem decorrido o projeto de requalificação da Capela, fala dos objetivos que gostaria de alcançar até junho de 2013 e agradece o apoio da população e amigos de Valverde.

Luciano Vitorino, 42 anos, natural de Valverde, é licenciado em Engenharia Geográfica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e um apaixonado pelo ensino, desempenhando atualmente as funções de Diretor Pedagógico da Escola Profissional de Rio Maior.

Luciano Vitorino 2Portal de Alcanede – Quando é que surgiu a vontade de colocar uma estátua de São Pedro na zona envolvente à Capela?

Luciano Vitorino – A estátua de São Pedro integra um amplo projeto de requalificação da envolvente à Capela de Valverde. Os terrenos intervencionados foram adquiridos pela Comissão de Festas em 2008 e, desde então, aquele espaço, vem sendo melhorado. O processo de requalificação é moroso porque usamos, exclusivamente, fundos próprios que advêm das dádivas do povo.

Em resultado do papel facilitador da Comissão de Festas, na resolução do impasse relativo à ampliação do Cemitério de Valverde, através da doação à Câmara Municipal do terreno que possibilitou essa ampliação, em 2010 foi celebrado um protocolo com o Município de Santarém e com a Junta de Freguesia de Alcanede. Como contrapartida por aquela doação, o então presidente da edilidade, Dr. Francisco Moita Flores, comprometia-se com:

– Elaboração do projeto de requalificação pelos serviços da Divisão de Urbanismo da autarquia;
– Oferta de uma estátua de São Pedro, no valor de 15 mil euros, a colocar no átrio da Capela de Valverde;
– Comparticipação das obras de requalificação em cerca de 23 mil euros;

Portanto, o objetivo de enobrecer o espaço com a colocação da referida estátua surge em 2010.

A celebração do já referido protocolo, além de colocar no papel um acordo que visava a atribuição de contrapartidas pela doação do terreno, foi a materialização da vontade popular, auscultada em reunião realizada no Centro Social e Recreativo de Valverde com o Presidente da Câmara, o Presidente da Junta de Freguesia e a Comissão de Festas. Isto significa que a população de Valverde também foi envolvida nas decisões subjacentes ao protocolo.

Portal de Alcanede – Passados estes anos, o que sucedeu para que a pretensão desejada não tenha sido uma realidade, tal como prometido pela autarquia de Santarém?

Luciano Vitorino – Bom, todos sabemos o que se passou no nosso país, desde a celebração do suprarreferido protocolo. É preciso deixar claro que o único aspeto do protocolo a que a Câmara já deu cumprimento foi a conceção do projeto de requalificação que está, atualmente, em fase de licenciamento.

Em Junho último, em encontro informal na Câmara Municipal de Santarém, foi-nos comunicado que não seria possível cumprir com a oferta da estátua. Tal dever-se-á às conhecidas limitações orçamentais e às restrições impostas pela recente Lei dos Compromissos.

Assim, a Comissão de Festas procurou encontrar caminhos alternativos que possibilitassem a execução da estátua por reconhecer que a mesma daria um grande contributo para o enriquecimento e embelezamento do local.

Iremos realizar alguns eventos com o propósito de angariar fundos, o primeiro dos quais será a “Tarde de Fados” do próximo Domingo, dia de São Martinho. Estamos, também, a estudar a possibilidade de recorrer a uma estratégia de obtenção de patrocínios, através da Lei do Mecenato.

Portal de Alcanede – Além da estátua, o que falta cumprir do plano de requalificação?

Luciano Vitorino – Estimamos que estará cumprido cerca de 30% do plano de requalificação. O grosso do que até agora foi feito, foi-o graças a uma das grandes virtudes que os meios pequenos ainda têm, que é a disponibilidade para dar e para ajudar. Estou a falar de obras realizadas maioritariamente ao Sábado, com mão-de-obra oferecida e muitos dos materiais doados (calçada, lancil, pedra de revestimento, etc.).

Aliás, aproveitava esta oportunidade para, em nome das sucessivas Comissões de Festas, deixar aqui uma palavra de reconhecimento e agradecimento pela generosidade e disponibilidade de todos aqueles que, de uma forma ou de outra, têm contribuído para tornar possível aquela obra.

Portal de Alcanede – São apoios fundamentais…Luciano Vitorino 1
Luciano Vitorino – Sem dúvida, os recursos financeiros advém exclusivamente dos fundos granjeados nas três festas religiosas realizadas anualmente (Sagrado Coração de Jesus, Nossa Senhora e São Pedro).

A acrescer, temos a oferta de materiais de construção por pessoas ou empresas não só de Valverde, mas de toda a região. E, claro, como já disse, muitos voluntariam-se para ajudar através da oferta da sua mão-de-obra.

Portal de Alcanede – Está programada para o próximo fim de semana, uma iniciativa que visa, precisamente, angariar alguns fundos para a conceção da estátua. Que expectativas têm para a iniciativa do dia 11 de novembro?

Luciano Vitorino – Esperamos que a iniciativa se revista de enorme sucesso. Até porque se a Cristina Maria se ofereceu para nos ajudar no cumprimento deste desígnio, esperamos uma adesão maciça da população, não apenas de Valverde, mas da região. Daí estarmos a fazer um esforço de divulgação em várias rádios locais da região. Conhecemos a excelência do espetáculo da Cristina, do Custódio Castelo e dos acompanhantes e daí a nossa fé em que será um sucesso.

Portal de Alcanede – Depois dessa iniciativa, pretendem realizar mais alguma com o mesmo objetivo?

Luciano Vitorino – Existem, de facto, algumas ideias que preferimos não tornar públicas para já, pois primeiro pretendemos fazer uma avaliação desta. Além disso, a Comissão de Festas de Valverde é exígua, isto é, é constituída apenas por três famílias e, como sabemos, nem sempre é fácil conciliar obrigações familiares com obrigações profissionais exigentes, quanto mais acrescentar-lhe disponibilidade para exercer voluntariado como aquele que estamos a exercer, enquanto membros da Comissão.

Faremos primeiro uma avaliação da “Tarde de Fados”. Contudo, posso adiantar que estamos a estudar a possibilidade de recorrer a uma estratégia de obtenção de patrocínios, através da Lei do Mecenato. Estamos a analisar se o enquadramento jurídico da Comissão de Festas possibilita o recurso a essa Lei.

Portal de Alcanede – Quanto pode custar a conceção e aplicação da desejada estátua de São Pedro?

Luciano Vitorino – Sou um adepto confesso da transparência, pelo que tenho todo o gosto em tornar público o valor estimado para a realização da estátua. Serão cerca de 14 mil euros.

Portal de Alcanede – Iniciou recentemente as suas funções como líder da Comissão de Festas de Valverde, de maneira geral que objetivos gostaria de alcançar a curto prazo, em conjunto com a equipa que o acompanha?

Luciano Vitorino – A título pessoal, procuro desempenhar as funções inerentes ao cargo que ocupo com transparência, retidão e honestidade, valores pelos quais procuro pautar toda a minha vida. Procuro dignificar o legado de todos aqueles que passaram por este cargo, tentando acrescentar-lhe valor. Encaro esta minha passagem pela Comissão de Festas com espírito de missão e como forma de exercer a minha cidadania.

Quanto a objetivos concretos para este mandato, o principal é, obviamente, concretizar a Festa de São Pedro e conduzir sem sobressaltos os destinos da Comissão. Esta é a missão fulcral da Comissão de Festas e a razão da sua existência.

Depois, gostaria muito de cumprir o sonho da concretização da estátua de São Pedro, continuar com o calcetamento do espaço envolvente à Capela, dar seguimento ao revestimento dos muros que delimitam o espaço, iniciar a recuperação da “casa velha”, localizada junto à Capela e que agora é propriedade da mesma. Gostaria muito de ver esta casa recuperada de acordo com o original, preservando a traça e transformando-a num espaço multiusos. Por um lado poderia ser um espaço que retratasse, para a posteridade, a história, a cultura e os costumes locais, com exposição de artefactos da vida quotidiana e, por outro, poderia ser adaptada, quando necessário, para casa mortuária.

Tudo farei para garantir um bom destino a esta casa.

Portal de Alcanede – Obrigado pelas suas declarações ao Portal de Alcanede…

Luciano Vitorino – Eu, em nome da Comissão de Festas, é que agradeço esta oportunidade de expor as ideias e projetos que temos.

 


Artigos Relacionados

João Melo Ataíde: “Toda a região foi integralmente pilhada e devastada”

Portal Alcanede

Manuel João Inácio: “Às vezes custa-me ouvir certas coisas”

Portal Alcanede

Conceição Gaspar, “Todas as decisões tomadas foram as possíveis e adequadas para levar o barco a bom porto”

Carlos Coelho