8.2 C
Alcanede
Segunda-feira ,24 Janeiro, 2022
Educação

Aprender trabalhar celebrar e descobrir são propostas do MEIO em Alcanede

O MEIO, situado na quinta da ponte em Alcanede, proporciona este domingo dia 14 de junho pelas 15 horas um dia aberto a toda a comunidade. O novo espaço com 650m2 de área coberta, apresenta-se como um centro de aprendizagem, trabalho e eventos e “renova uma vocação familiar de várias gerações de professores”, ligados à família de Maria Ivone Duarte Carrolo.

Os promotores da iniciativa referem que é missão do MEIO, “disponibilizar formações, experiências e vivências orientadas pelos melhores especialistas de cada área”.

No sítio da Internet dedicado ao projeto são sublinhadas as ideias que presidiram ao nascimento do MEIO e que são orientadas, “para o meio que nos rodeia, as competências e os talentos das pessoas que vivem perto, o património natural e cultural, as indústrias e ofícios que servem de motor ao crescimento e inovação da região, das pedreiras às ervas aromáticas, das pegadas de dinossauro às aulas de música, do Parque Natural à gastronomia”.

O compromisso que o MEIO pretende atingir para os futuros grupos ou empresas, que desejem habitar e experienciar o novo conceito, “é o saber por inteiro”, nesse sentido serão colocadas à disposição ferramentas formativas, “experimentais e vivenciais de forma planeada” que contribuam para a valorização, desenvolvimento pessoal, humano e profissional.

Um aniversário surpresa, o lançamento de um livro, a apresentação de um estudo, ou um almoço anual de colaboradores são propostas possíveis de levar à prática no MEIO.

Os responsáveis pelo espaço fazem também um convite à descoberta das várias vertentes do património, do cultural ao ambiental,” passear de BTT ou de burro, descobrir os morcegos do Alviela, caminhar nos trilhos do parque da Serra de Aire e Candeeiros, assistir à bênção do gado ou à atuação da Banda Filarmónica”, são experiências ao alcance de quem quer conhecer melhor o MEIO.

A casa levemente sobranceira ao rio Alca, na rua da Ponte Romana, dispõe de salas de formação e reunião, gabinetes e escritórios equipados, um lagar convertido em sala de convívio, salas e recantos de leitura. No interior foram ainda adaptados espaços para a confeção de refeições e sete quartos duplos com wc privativo.

Os espaços exteriores contam com elevador – preparado para receber pessoas com mobilidade condicionada – terraço e zonas verdes idealizadas para a aprendizagem, trabalho e lazer.

cartaz meio

Artigos Relacionados

Dramatização histórica reconstitui outorga do Foral de Alcanede e Pernes

Carlos Coelho

Projeto Comenius trouxe a Alcanede professores e alunos estrangeiros

Paulo Coelho

ARCA encheu para receber a III Gala da EB, 2,3 de Alcanede

Paulo Coelho