9.5 C
Alcanede
Segunda-feira ,24 Janeiro, 2022
Artigos de Opinião

Alcanede e a Política do… mais do mesmo! A opinião de Paulo Coelho

Já estamos em janeiro de 2013! Não se distraia, porque dentro de pouco tempo vai ser chamado(a) a ir às “urnas” para a eleição do futuro presidente de Câmara de Santarém e presidente de Junta de Freguesia de Alcanede, é já em outubro. Isto, se não tiver de votar mais cedo para outras eleições, mas isso são “contas de outro rosário” e que agora não são para aqui chamadas.
Não vou perder muito tempo em tecer considerações sobre o que penso em relação à reforma administrativa, imposta pela troika, e que em Santarém levou a cenas pouco dignas dentro do nosso “parlamento” local, com polícia e tudo à mistura! Apenas dizer que, na minha modesta opinião, o processo teve de tudo menos consenso, e quando assim é, imagino que algo vai mal.

Alcanede acabou por “passar ao lado” desta reforma, quanto a mim erradamente. Considero que deveria ter sido parte integrante de um projeto muito abrangente que poderia e deveria colocar lado a lado as freguesias vizinhas de Abrã, Amiais de Baixo, Gançaria, e porque não, Tremês? “A união faz a força”, a máxima é muito antiga mas não prevaleceu entre os que deveriam entender o seu conceito! Vai demorar décadas (ou talvez nunca mais) até que semelhante oportunidade volte a surgir.

Mas o que aqui me trás hoje, não é o “deixa lá ver se o teu quintal é melhor do que o meu”! Não. Hoje, gostava apenas de saber qual a importância que os nossos políticos dão à freguesia de Alcanede?

Como é do conhecimento público, até porque foi alvo de notícia, o Portal de Alcanede convidou, em novembro de 2010, todos os partidos políticos (por via das respetivas comissões politicas concelhias) para assinarem mensalmente um artigo de opinião neste site. Pretendia-se que o mesmo servisse para auscultar os que os nossos políticos pensam sobre a freguesia, que ideias gostariam de implementar, no fundo que visões têm para Alcanede.

Acontece que, PSD, PS, CDS – PP e PCP comprometeram-se mas não cumpriram, de todo, o que se lhes “exigia”. Não pelo “compromisso” para com o Portal de Alcanede, mas sim pelos cidadãos, eleitores ou não, que recorrem diariamente a este órgão de comunicação social que sempre se regeu pelo serviço à comunidade.

O PSD assinou (em 24 meses/artigos possíveis) apenas 4, O PS escreveu 6, o CDS 2 e o PCP 0 artigos. O designado comité comunista nunca respondeu às nossas solicitações, pelo que depreendo não necessite de voz ativa em Alcanede!
Pelo meio, mudaram os presidentes de algumas concelhias e, embora fosse dever dos responsáveis anteriores avisarem os sucessores de compromissos anteriormente assumidos (o que imagino possa ter acontecido), mesmo assim (na falta de interesse dos atuais), o Portal contactou os novos presidentes das concelhias reiterando a nossa disponibilidade, mas… nada fizeram. Mais do mesmo. Falo em concreto das concelhias do PS e CDS-PP.

Enquanto diretor deste modesto, mas honrado órgão de comunicação social regional (categoria atribuída pela ERC – Entidade Reguladora da Comunicação Social) e que nos autoriza a ir mais além do que a realidade local, só tenho uma leitura a fazer:

Os partidos e seus responsáveis estão completamente vazios de ideias. Estas pessoas não têm nada para dizer aos cidadãos da freguesia de Alcanede. É simplesmente, mais do mesmo.
 

Cá estarei para esclarecer eventuais dúvidas aos visados, se entenderem por bem.
 

Normalmente só se lembram dos munícipes nas vésperas das eleições. E o povo… lá vai fingindo que acredita nas habituais promessas. Nem uma estrada, a ER 361, que esteve votada ao mais completo abandono durante cerca de 15 anos foram capazes de resolver, apesar das constantes promessas eleitorais (sempre em vésperas de eleições). Claro que a obra, quer queiramos quer não, estava sempre “presa” por uma decisão política, mas esta foi transversal a dois governos distintos. Não fossem, de facto, as pessoas a falarem mais alto, empenhadas na luta, e tudo estaria como sempre esteve…” Votado” ao abandono e ao desprezo.
 

Não saber, não querer ou não ter representantes capazes e credíveis na freguesia para assinarem um simples artigo de opinião para o Portal de Alcanede é, no mínimo, preocupante e deixa-me apreensivo em relação ao futuro da nossa região.

Mais do mesmo?

Nota: Durante este mês de janeiro de 2013 fomos abordados pela concelhia do PS de Santarém que manifestou vontade em regressar às colunas de opinião no nosso site. Naturalmente que o Portal de Alcanede está (como sempre esteve) disponível para difundir os artigos de opinião de todos os partidos políticos ou de grupos independentes que queiram e possam, de forma credível, acrescentar algo mais aos anseios da população da freguesia de Alcanede. Inquestionável, assim tenham vontade.

 

Artigos Relacionados

O Portal de Alcanede – uma ferramenta ao serviço da comunidade Alcanedense

Portal Alcanede

Cabeça da Rosa

Portal Alcanede

Vamos colocar Alcanede no caminho certo!

Portal Alcanede