15.2 C
Alcanede
Terça-feira ,20 Abril, 2021
Sociedade

Vamos ajudar o Salvador – O relato emocionado de uma mãe

O Salvador tem 6 anos e ainda não anda, não fala e não se senta. A história deste menino foi esta semana contada em detalhe pela mãe no programa «Casa Feliz» da SIC. Na reportagem, Carla Aires confessou que esta realidade “é muito complicada” e que é necessário ter “muita força” e que em determinados momentos “não sabemos o que fazer”, desabafou a mãe da criança que tem as suas raízes familiares em Alqueidão do Rei e Amiais de Cima.

6 Anos depois, a comunidade médica ainda não conseguiu encontrar respostas para uma doença que se mantém sem nome. O Salvador nasceu de parto normal e só a partir dos 6 meses os pais começaram a notar que algo não estava bem com o seu bebé, “começou a ter ataques de epilepsia grave”, disse.

A criança é completamente dependente dos pais, mas a esperança continua presente na vida desta família, “é por ele que tenho força e luto todos os dias” e, apesar de tudo, Carla Aires não tem dúvidas que o seu filho “é uma criança feliz. Quando olho para ele, ele dá-me forças para continuar a lutar”, afirmou.

Os pais do Salvador sempre procuraram diversas opiniões clinicas, e essa busca tem sido incessante. No entanto, as respostas sempre derivam para um desconhecimento científico generalizado entre os médicos que não conseguem identificar, com exatidão, o nome da doença.

De todos os tratamentos realizados, apenas um tem produzido efeitos realmente positivos no menino, chama-se “Pediasuit”, mas o custo mensal é muito elevado, “cerca de 5.500€”. Nesse sentido, o Portal de Alcanede partilha o IBAN que está em nome do Salvador Aires Serrazina: PT50003300004554510374505. Vamos ajudar o Salvador.

O relato emocionado da mãe do Salvador em declarações à SIC: Link para ver Vídeo

Artigos Relacionados

“Povo de Deus – A Nossa Gente é Assim” Entrevista a Graça Lopes

Portal Alcanede

Portal de Alcanede recupera imagens do 1º Aniversário dos Bombeiros Voluntários

Carlos Coelho

Tradição do 1º de Dezembro voltou a ser assinalada no Castelo de Alcanede

Paulo Coelho