10.3 C
Alcanede
Quinta-feira ,2 Dezembro, 2021
Saúde

Utentes do Centro de Saúde de Alcanede manifestam apoio à coordenadora demissionária

A demissão da médica Rute Lopes da coordenação do centro de saúde de Alcanede – Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) de Santarém – Pólo de Alcanede, desencadeou dezenas de comentários de utentes nas redes sociais.
A maioria lamentando a decisão da profissional de saúde, que alegou falta de recursos para se manter no cargo. “É o país que temos. Só ganhamos para impostos e estamos cada vez mais na miséria”, desabafou Fernanda Cordeiro. Mas há também quem considere, como é o caso de Graciete Nogueira, que “é preciso, de vez em quando, alguém que bata com a porta”.

As dezenas de mensagens, a maioria de solidariedade, levaram Odete Louro a afirmar que se trata de “uma grande perda para nós utentes. É uma grande profissional, atendia toda a gente de bom agrado e sempre com um sorriso, o que é muito importante para um doente”, declarou.

Quanto aos autarcas das freguesias que mostraram disponibilidade para comentar a decisão, mostraram-se surpreendidos pela tomada de posição da médica e reconheceram que a falta de recursos dos profissionais de saúde, provoca o descontentamento das populações ao nível da prestação de cuidados com o consequente cansaço dos clínicos, que tem que lidar com muito utentes.

O Presidente da Freguesia de Amiais de Baixo, José Augusto Santos, garantiu ao PA que ainda não foi necessário sair em defesa da população, por não ter registo de queixas. “parto do princípio que se as coisas estão a funcionar bem, são o fruto do trabalho de alguém. Daqui para a frente é que vamos ver”.

Também o autarca da Gançaria, Joaquim Aniceto, desconhece queixas por parte da população. “Se as há eu não tenho conhecimento e isso é sempre um sinal positivo. Veremos quem a vem substituir”, afirmou.

A presidente da Freguesia de Alcanede, Cristina Neves, também já lamentou a demissão da médica. A autarca reconheceu que Rute Lopes desempenhou a sua missão forma exemplar. “ Sempre foi muito profissional, dotada de um humanismo profundo para com os utentes. Exerceu as suas funções muitas vezes para além das suas possibilidades alargando diariamente o seu horário, muitas vezes sem parar para almoçar”.

“Acredito que o CSA perdeu a coordenadora com o perfil que nos fazia falta, para a luta que estamos a encetar em instâncias superiores, nomeadamente no ministério da saúde, para a criação da unidade de saúde familiar”, disse.

Enquanto porta-voz do movimento cívico do Portal de Alcanede, Luís Ferreira, considerou que a médica ”personifica o ideal de referência da medicina familiar para o utente, na competência, no profissionalismo e no humanismo. São qualidades raras que hoje conseguimos encontrar numa só pessoa”.

A sua demissão do cargo de coordenadora do Centro de Saúde representa uma “grande perda para os utentes das freguesias de Alcanede, Abrã, Amiais de Baixo e Gançaria e será muito mais grave se a mesma corresponder à sua saída em definitivo como médica de família”, lamentou.

De acordo com Luís Ferreira, “ decisão da demissão é de agora, mas há meses que estava anunciada, e lamentavelmente e incompreensivelmente nada, ou muito pouco, foi feito para tentar inverter a situação por parte de quem nos representa”.

O portal de Alcanede tentou obter a reacção do presidente, da junta de freguesia da Abrã, mas até à data não obteve resposta do autarca.

A notícia da saída da médica Rute Lopes da coordenação – Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) de Santarém – Pólo de Alcanede, foi conhecida quando o PA solicitou respostas sobre o serviço de saúde prestado pela – UCSP de Santarém -, às populações das freguesias da Abrã, Alcanede, Amiais de Baixo e Gançaria. Um trabalho de auscultação que pretende ouvir os responsáveis pelos serviços de saúde, bem como, autarquias e movimentos cívicos, de forma a obter uma opinião sobre esta temática, numa visão tão alargada quanto o possível e que se aproxime da realidade vivida pelos utentes.

 

Artigos Relacionados

Centro de Saúde de Alcanede “Temos uma luz ao fundo do túnel”

Carlos Coelho

Covid-19: Dois casos positivos levam ao encerramento provisório do Centro Saúde de Alcanede

Portal Alcanede

Extensão de saúde de Alcanede com serviço de atendimento à gripe A

Paulo Coelho