5.7 C
Alcanede
Quarta-feira ,19 Janeiro, 2022
Artigos de Opinião

Rendimento Mínimo

Há certas histórias, que passam relativamente despercebidas e que não são muito comentadas. É o caso de uma contada pela revista do “Correio da Manhã” (Família Milionária recebe agora rendimento mínimo): uma família que teve a sorte de acertar no totoloto, ganhando 600 mil euros, vive hoje de subsídios do Estado. O que se passou?

Passou-se que a família em causa não soube gerir o dinheiro que recebeu. Mas possui ainda hoje um património avaliado em 700 mil euros, que se materializa em duas moradias, além de três carros topo de gama.

A Segurança Social diz ao “Correio da Manhã” que tudo é legítimo, opinião que não é partilhada pelos vizinhos. O próprio presidente da Junta (de uma freguesia de Marco de Canaveses) acha que a família não devia ser ajudada. Mas os serviços competentes afirmam que, tendo bens mas não tendo liquidez (e sendo uma família com problemas, desestruturada), fazem sentido e são completamente legais os 365 euros que recebem do Estado.

A própria família, já se vê, concorda com o subsídio. E queixa-se que devia ser maior, porque com 300 e tal euros não vivem três pessoas.

Nesta história, há duas conclusões a tirar:

– O dinheiro que pagamos poderá ser certamente muito mais bem aplicado em pessoas que necessitem mesmo. E não em famílias que têm um património muito superior à generalidade daqueles que estão a contribuir para o sistema, ou que por qualquer razão não querem trabalhar.

– O que não deve acontecer como relata o jornal “Correio da Manhã”  na sua edição de 09/10 é o seguinte: registaram-se, no último ano e meio, 118 milhões de euros de fraudes no rendimento de inserção social. Isto é, o Estado desembolsou dinheiro com portugueses que não tinham direito a este rendimento.

NOTA: No antigo site do Portal esta página foi lida 241 vezes

Artigos Relacionados

Renovar a fé e a missão

Portal Alcanede

É preciso ter lata

Portal Alcanede

O Tempo dos Franceses

Portal Alcanede