13.3 C
Alcanede
Domingo ,11 Abril, 2021
Sociedade

Peças de arte sacra roubadas do cemitério de Valverde

Várias peças de cobre e de outros metais, nomeadamente crucifixos, santos e outros artigos religiosos, foram esta semana roubados de algumas campas do cemitério de Valverde. Embora sem certezas absolutas, os indícios levam a crer que os furtos terão sido levados a cabo de domingo para segunda-feira, 3 de março de 2014.

Após ter conhecimento da situação, a Junta de Freguesia de Alcanede “comunicou de imediato à GNR de Santarém o sucedido”, segundo disse ao Portal de Alcanede, Cristina Neves. Tratando-se de furto de arte sacra, “a GNR, por sua vez, comunica à Polícia Judiciária” que deverá destacar, nas próximas horas, uma equipa de inspetores ao local para recolha de eventuais provas.

Perante o roubo registado em Valverde, a autarquia Alcanedense está a verificar, ao longo da tarde desta quinta-feira, se atos semelhantes tiveram lugar em outros cemitérios da freguesia, apelando-se à população para que, quando possível, “as pessoas verificarem se notam a falta de alguns objetos colocados nas campas dos seus entes queridos”, e caso isso se confirme, “comuniquem à Junta para se fazer um levantamento do material furtado”, solicitou a Presidente da Junta de Freguesia de Alcanede.
 

Artigos Relacionados

Largo da Feira em Barreirinhas aberto aos sábados

Carlos Coelho

Tribunal nega pedido de suspeito de pedofilia para ficar em casa com pulseira electrónica

Paulo Coelho

Banda de Alcanede participa em Lisboa no Festival Tauromáquico Solidário

Carlos Coelho