21.7 C
Alcanede
Sábado ,6 Junho, 2020
Alcanede Saúde

Covid-19: Luso-descendente Alcanedense Célia Neves uma guerreira a viver uma luta desigual

Chama-se Célia Curdy-Neves e as suas raízes estão em Alcanede. Neta de Serafim e de Cacilda Neves, esta luso-descendente vive na Dinamarca, casada, mãe de uma filha e há 16 meses que lhe foi diagnosticado um tumor no cérebro muito agressivo.

Glioblastoma de grau 4 é assim designada esta doença localizada num sítio bastante delicado e de um tipo e comportamento muito raros em adultos. De tal forma, “que a minha sobrinha se tornou num caso de estudo do sistema de saúde dinamarquês por um conjunto de especificidades que interessavam muito estudar”, disse ao Portal de Alcanede, Cristina Neves.

A tia da Célia recorda que desde que a doença se manifestou, “já foi operada duas vezes ao cérebro, fez radioterapia, quimioterapia e tudo o que possam imaginar para travar esta doença. Nada está a resultar, e o diagnóstico inicial dos 18 a 24 meses de vida está a esgotar-se”, desabafou.

A Célia tinha tudo preparado para viajar para os Estados Unidos da América, com destino a Nova Iorque, “onde foi admitida no único tratamento que a pode salvar”. Estava tudo preparado para a receber e seria o estado dinamarquês a pagar todas as despesas, “graças a uma parceria com o hospital americano onde este ensaio clínico está em curso”, mas com o desenvolvimento da epidemia, e posterior estado de pandemia da Covid-19, “após meses de luta, de procedimentos, de protocolos hospitalares, de documentos, de vistos etc… da noite para o dia o Sr Trump fechou o espaço aéreo e proibiu a entrada de qualquer cidadão europeu em território americano”, lamentou Cristina Neves.

A familia lembra que a história da Célia Curdy-Neves, “é a história de uma parte de nós mesmos, da nossa família, do nosso tempo precioso e do quão depressa ele se esgota a cada dia sem o conseguirmos travar”, e que este “é o outro lado da guerra”, numa alusão à Covid-19.

Nota Editorial do Portal de Alcanede

Num momento tão conturbado que o Mundo vive, o alerta para o caso da Célia mais não é do que o despertar de todas as consciências para lembrar que, apesar de tudo, existe VIDA para além do coronavírus. Temos que o derrotar.

Existem outras doenças que merecem e que exigem tratamento diferenciado e o caso poderia ser do “Manuel, do Francisco, da Teresa, da Sofia, etc, etc”. É nesse sentimento que o Portal de Alcanede apela a todos os leitores a fazerem a sua parte, se possível, partilhando a mensagem, se quiserem a “indignação” da triste realidade fazendo, cada um de nós e à nossa maneira, pressão para que o apelo da Célia e dos seus familiares vá longe, que chegue às autoridades que possam ajudar a desbloquear estes e outros casos, nomeadamente junto do estado português que tem o privilégio de chegar onde o comum cidadão tem dificuldade.

Poderia ser comigo, connosco, consigo!

Paulo Coelho / Carlos Coelho

Vídeo SIC Internacional



Artigos Relacionados

Covid-19: Emoção marcou visita de Nª Sª da Purificação aos lugares da freguesia. Se tiver vídeos partilhe connosco nos comentários a esta notícia

Portal Alcanede

Covid-19: Concelho de Santarém com 106 Casos confirmados mais 3 nas últimas 24 Horas

Portal Alcanede

Covid-19: 24 Horas depois o Concelho de Santarém mantém os mesmos 11 casos positivos

Portal Alcanede