10.3 C
Alcanede
Quinta-feira ,2 Dezembro, 2021
Artigos de Opinião

Ouvir, escutando, para melhor conhecer e decidir. A opinião de Idália Serrão

Ser ouvinte pressupõe a capacidade total ou parcial de poder ouvir. De reagir aos estímulos sonoros. No entanto, porque a capacidade de ouvir ou de se fazer ouvir não depende apenas de atos voluntários de comunicação, há que ter a iniciativa de ir ao encontro da palavra.
Ter em atenção que associado ao ato de ouvir está sempre o de escutar, e que escutando estamos a ir para além do que nos está a ser transmitido pelas palavras. As palavras transportam ideias, conteúdos, apelos, afetos. Mas é também nas entrelinhas e em toda a comunicação não-verbal, como gestos e interjeições, que entendemos verdadeiramente o que o nosso interlocutor nos quer transmitir.Por outro lado, é indo aos locais, escutando as pessoas e os seus problemas que ficamos a conhecer melhor a realidade e mais aptos para decidir. Podemos e devemos deslocar-nos noutras ocasiões, nomeadamente nas festivas, mas não é a mesma coisa. Podemos até dizer, no meio de um brinde e de uma música mais animada, que escutamos com atenção, mas não é a mesma coisa! Ouvir, escutando, pressupõe a responsabilidade da decisão. De uma decisão informada que busque a solução direcionada para as pessoas.

Posso dizer-vos que este é o motivo pelo qual continuo a acreditar que todos os documentos escritos são importantes; que todas as bases programáticas são fundamentais; que a comunicação daqueles que diariamente acompanham o nosso trabalho é essencial; mas que a proximidade com as pessoas é imprescindível! Estas são, aliás, as malhas de uma rede que se complementa na diversidade. Esta é, para mim, uma forma de estar na vida. Assim o fiz quando pela primeira vez assumi responsabilidades, enquanto servidor público, na Junta de Freguesia de Almoster; assim o fiz quando assumi funções delegadas como vereadora no município de Santarém; de forma muito exaustiva e participada o desenvolvi quando servi o país no Governo da República, num processo que tentei aperfeiçoar ao longo dos anos com grande envolvimento de cidadãos e de parceiros económicos e sociais.

Quando envolvemos as pessoas na decisão, os recursos são direcionados de melhor forma para a resolução dos seus problemas. São as pessoas que diariamente convivem com os problemas e são as suas vivências que devemos conjugar com o rigor do conhecimento técnico e com a responsabilidade da decisão política.

Andando atualmente pelas freguesias a ouvir os cidadãos do concelho, nesta fase em que preparo, também com os seus contributos, o programa eleitoral com que me candidato em Outubro próximo a Presidente da Câmara Municipal de Santarém, indo junto das pessoas e dos seus problemas, para além das ocasiões festivas a que já me referi, tem ainda, nesta fase, uma imensa vantagem ao contribuir para acabar com os desmazelos; porque nem toda a obra precisa de grande investimento, mas de atenção e capacidade de iniciativa; senão vejamos: há meses que os semáforos no centro de Alcanede piscavam numa intermitência muito perigosa para peões, automobilistas e motociclistas. Depois de tantas conversas e de tanto ouvir os cidadãos de Alcanede apareceram em boa hora e finalmente ligados. Coincidências? Pode ser que dentro do mesmo pressuposto a passadeira para peões na Rua Cidade de Santarém, até Outubro, possa entretanto dar um ar da sua graça. Oxalá!

Ouvir, escutando, para melhor conhecer e decidir. Este continuará a ser o meu caminho.

Com convicção e com alegria.

Idália Serrão
Candidata à Câmara Municipal de Santarém pelo Partido Socialista

Nota:
O Portal de Alcanede informa os seus leitores que o contador que indica o número de vezes que a notícia foi lida não está a funcionar corretamente, o número real é superior ao indicado. A situação regista-se desde o passado dia 10 de abril de 2013, data em que o site foi alvo da atenção de “Hackers” que deixaram algumas “marcas” que ainda estão a ser resolvidas. A situação será normalizada assim que possível.
Obrigado pela compreensão.

Artigos Relacionados

Portal de Alcanede faz um ano e traz novas regras

Portal Alcanede

A marca de Korrodi em Alcanede e em Santarém?

Portal Alcanede

Mensagem para Quaresma 2010

Portal Alcanede