22 C
Alcanede
Sábado ,8 Maio, 2021
Política

Onda de assaltos em Alcanede motiva CDS-PP a questionar o ministro da administração interna

A onda de assaltos que nos últimos meses tem varrido a Freguesia de Alcanede motivou os deputados do CDS/PP, Filipe Lobo d` Ávila (círculo de Santarém) e Nuno Magalhães a questionar o Ministério da Administração Interna sobre uma antiga pretensão das populações no sentido da criação de um posto da GNR na vila.

No documento a que o Portal de Alcanede teve acesso, os deputados sustentam esta iniciativa afirmando que em Alcanede, “vive-se um clima de total insegurança”. Os deputados centristas adiantam a existência de relatos dando conta do fecho de estabelecimentos comerciais mais cedo do que o normal, fruto da insegurança que se vive.

Na exposição dirigida ao presidente da Assembleia da República e que tem como destinatário o ministro da administração interna, Rui Pereira, o CDS/PP alerta para a não existência de nenhum posto da GNR na vila e considera que a distância de Alcanede às localidades mais próximas (seja Santarém, Alcanena ou Rio Maior), face às difíceis acessibilidades, é percorrida de automóvel num período de tempo nunca inferior a 30 minutos.

Na iniciativa, os deputados centristas Filipe Lobo d`Ávila e Nuno Magalhães recordam “que população de Alcanede tem reivindicado, desde há vários anos, a instalação de um posto de forças de segurança, o que parece ser de elementar bom senso”.

cdspp1


Nota: No antigo site do Portal esta página foi lida 586 vezes

Artigos Relacionados

Autárquicas 2013 – Irene Dias apresentou equipa ao serviço do povo

Paulo Coelho

Francisco Madeira Lopes estará em convívio da CDU em Valverde – Alcanede

Carlos Coelho

Autárquicas 2013 – Cristina Neves quer Cuidar de Alcanede

Carlos Coelho