17 C
Alcanede
Quarta-feira ,14 Abril, 2021
Artigos de Opinião

Movimento cívico ER 361 – o dia de todas as decisões

Dia 12 de Janeiro sobe a plenário a nossa petição nº 56/XI/1ª pela repavimentação da ER 361.. Dia 12 será, por isso, o dia de todas as decisões para os utilizadores da ER 361. Chegado a este ponto qualquer pessoa, movimento cívico, ou outro tipo de organização, poderá orgulhar-se do trabalho realizado em termos de cidadania, dever cívico e uso pleno dos direitos que nos confere a democracia.

Nós chegamos. Movimento Cívico do Portal de Alcanede – ER 361 está, por isso, de parabéns.

Em nome de Alcanede e por Alcanede o problema da ER 361 vai ser debatido pelos deputados da Assembleia da República, a casa “mãe” da Democracia.

O percurso que nos conduziu até aqui foi longo e trabalhoso. Conseguimos elevar o problema da ER 361 ao mais alto nível dando-lhe escala, relevância e a merecida visibilidade. A pressão de quem tem a incumbência de decidir sobre a resolução do problema é, por isso, muito grande, no caso, a Estradas de Portugal, S.A. e em última circunstância o Governo. Mas será que podemos descansar sobre o assunto? Não. O nosso objectivo é a repavimentação da ER 361 entre Alcanede e Alcanena e esse ainda não está concretizado! Não podemos, por isso, baixar a guarda.

A minha experiência diz-me que em condições de político-económica normais, com este trabalho já estaríamos com o problema da ER 361 concluído, mas tal não sucede porque o país vive condições muito adversas em termos económicos. É importante concentrarmos esforços e renovar forças para a derradeira recta final. Teremos que estar todos unidos em torno da causa pela repavimentação da ER 361 e marcarmos presença na Assembleia da República. Eu vou estar. Estou ciente que outros, como eu, o farão, para que não restem dúvidas aos deputados e ao governo da nossa determinação na luta pela ER 361.

A avaliar pela diminuição da participação no fórum do Portal de Alcanede sobre este assunto depreendo que as notícias da Estradas de Portugal, S.A, ao anunciar a adjudicação da obra relativa à 1ª fase da ER 361, entre Alcanede e Amiais de Cima à empresa de construções Júlio Lopes, S.A., conformou muita gente que se dá por satisfeita com a realização da 1ª fase da obra. Mas, relembro que a força de qualquer movimento cívico não reside só na capacidade das pessoas que dão a cara por ele mas também na capacidade de mobilização de pessoas que se identificam com a causa em questão. A presença das pessoas nas actividades é assim determinante para consolidar as posições assumidas pelos representantes do movimento cívico, perante a administração e opinião pública.

Relembro igualmente a todos os leitores que se identificam com o projecto do Portal de Alcanede que o que está em jogo neste processo é muito mais do que a pavimentação da ER 361. A viabilidade futura de qualquer movimento cívico, como estrutura organizacional informal que é, depende muito dos objectivos alcançados.

Artigos Relacionados

Rendimento Mínimo

Portal Alcanede

O Presépio somos nós

Portal Alcanede

A história da Susana Horta de Alcanede

Carlos Coelho