22.6 C
Alcanede
Quinta-feira ,23 Setembro, 2021
Alcanede Cultura

Memórias do Dr. Torres Paulo vão dar lugar a um livro da autoria de Célia de Figueiredo

O saudoso médico Alcanedense, Torres Paulo, que faleceu na sua residência, em Alcanede, a 12 de dezembro de 1987, com 84 anos, será a figura central de um livro de memórias, em sua honra, da autoria de Célia de Figueiredo. A autora, que na sua infância privou de muito perto com a família do clinico, não esquece a educação recebida, o amor e o carinho que o “médico do Povo” sempre lhe deu.

Célia de Figueiredo emociona-se sempre que fala de Torres Paulo, “o seu amor por mim era incondicional. Fazia-me todas as vontades, encheu-me de mimos, foi sempre o meu encarregado de educação. Este grande médico foi tudo para mim! Eramos inseparáveis, só a morte dele nos separou”, desabafa.

A ideia de escrever um livro de memórias surgiu após algumas publicações que a autora fez no grupo de facebook: Alcanede – Fundada em 1163 por D. Afonso Henriques: Uma espécie de desafio lançado por diversos membros e aceite por Célia de Figueiredo, atualmente residente em Almeirim.

A recolha de testemunhos decorre há vários meses, “os testemunhos que pretendo obter incidirão sobre as suas boas práticas enquanto médico, como pessoa caridosa e, até mesmo, algum eventual episódio engraçado ou cómico que terão, seguramente, para reportar”, disse.

Além da freguesia de Alcanede e arredores, o leque de entrevistas informais, muitas já realizadas, estendem-se por outras localidades onde Torres Paulo exerceu a sua atividade clinica, como Tremês, Mendiga, Arrimal e Casais Monizes e, em breve, também Alcobertas.

Célia de Figueiredo explica que, “num capítulo dedicado exclusivamente aos testemunhos, ficará registada a identificação das pessoas que os narraram (colocando o nome daquelas que não solicitarem anonimato), assim como, as fotos que forem, eventualmente, disponibilizadas”, esclarece.

Como a recolha ainda não está totalmente concluída, a autora informa que “quem estiver interessado, poderá também enviar para o email: celiadefigueiredo@gmail.com, fotos ou testemunhos por escrito ou ainda gravados”, embora já esteja no terreno a recolher testemunhos presenciais, cumprindo as recomendações da DGS devido à pandemia.

A vontade em prestar um verdadeiro tributo a Alfredo Torres Paulo não se fica pela edição do livro de memórias, sendo sua intenção mandar erguer uma estátua do médico, “reitero que os eventuais lucros provenientes da venda livro reverterão para a construção de uma estátua do Doutor Torres Paulo, com uma base em pedra e com sua altura e fisionomia em cobre (em princípio), sendo indispensável o seu sorriso e a sua maleta de médico”, disse Célia de Figueiredo.

Ainda não está definida a data de publicação da obra.

Fotos cedidas ao Portal de Alcanede por Célia de Figueiredo (Na 1ª Foto está a autora com o Dr. Torres Paulo)

Dr. Torres Paulo

Artigos Relacionados

Quarteto de Eufónios “Vocoensemble” atua esta noite em Alcanede num concerto de páscoa

Carlos Coelho

Covid-19: Concelho de Santarém regista 117 Casos confirmados

Portal Alcanede

Encontro de Bandas Filarmónicas é já no domingo em Pé da Pedreira

Paulo Coelho