13.3 C
Alcanede
Domingo ,11 Abril, 2021
Educação

Helena Vieira inicia mandato de 4 anos à frente do AE D. Afonso Henriques

O Agrupamento de Escolas (AE) Dom Afonso Henriques será dirigido, nos próximos quatro anos, por Maria Helena Vieira. A cerimónia de tomada de posse decorreu no dia 9 de julho de 2013, nas instalações da EB2,3 de Alcanede.
Com uma vasta experiência, primeiro como Diretora do Agrupamento Vertical de Escolas de Alcanede, e mais recentemente como Presidente da Comissão Administrativa Provisória do AE D. Afonso Henriques, Helena Vieira assume agora a direção do recém-criado Agrupamento de Escolas para o primeiro quadriénio da sua existência.

O início da sessão de tomada de posse coube ao Presidente do Conselho Geral Transitório, que destacou a presença de “um grande número de elementos da comunidade educativa presente nesta cerimónia, demonstrativa do envolvimento e ambiente vivido no agrupamento”, disse. Fernando Santos lembrou também que, “todo o processo de eleição foi realizado com isenção e transparência”, pelo que a candidata ganhou a eleição “por mérito próprio e pelo voto livre e secreto de todos conselheiros”, afirmou.

Na hora de assumir os quatros anos do novo mandato, Helena Vieira disse sentir-se feliz “pois a vida da escola confunde-se com o meu próprio projeto de vida”, lembrando que assume “estas funções com grande entusiasmo e com alegria”, sabendo que esta é uma oportunidade de “levar por diante um projeto de união de diferentes realidades do nosso concelho em que me revejo e acredito”, disse.

A Diretora do Agrupamento de Escolas realçou também, que tudo fará “para não defraudar as expectativas” dos que nela confiaram para o desempenho das funções. No entanto, fez questão de sublinhar que “o sentido de responsabilidade deixa-me apreensiva quanto aos desafios que me esperam, em relação aos quais espero estar à altura do seu desempenho”, desabafou.

No seu discurso, Helena Vieira, recordou ainda que, “um Agrupamento de Escolas é uma organização que se caracteriza por uma grande diversidade de estabelecimentos, de níveis de ensino, de áreas disciplinares, de intervenientes, de contextos, de problemas, de projetos”, pelo que “é fundamental manter a unidade, o entusiasmo, e um forte sentido de comunidade”, considerou.

A terminar, a recém- empossada Diretora do Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques frisou que estas organizações escolares, “além de integrarem profissionais docentes e não docentes”, contam com um número diversificado de intervenientes externos, “pelo que há necessidade de reconhecer, valorizar e respeitar graus de participação diversos, valorizando os diferentes contributos que todos poderão dar”, concluiu.

O ato público foi presenciado pelos membros do Conselho Geral Transitório, docentes e assistentes técnicos/operacionais, bem como pelo Presidente da Câmara Municipal de Santarém e Presidentes das Juntas de Freguesia da área do Agrupamento de Escolas.

Artigos Relacionados

Agrupamento de escolas de Alcanede com novo Jornal Online

Paulo Coelho

Depois de Braga e Sines, EB 2,3 de Alcanede recebe projeto inovador

Paulo Coelho

Comissão local de “Um dia pela vida em Alcanede” angaria 38.210,25 euros para a luta contra o cancro

Carlos Coelho