24.8 C
Alcanede
Quarta-feira ,27 Outubro, 2021
Sociedade

Grupo de Convívio 60 – 1974 dá nota máxima a restaurante “Salarium” em Rio Maior

Nas salinas no sopé da Serra dos Candeeiros em Rio Maior, situa-se o restaurante “Salarium”. O local é privilegiado pela natureza por possuir, a 30 Km da costa atlântica, a presença de água salgada, “sete vezes mais salgada que a do mar”. A mina de sal-gema (que remonta ao período Jurássico) é um dos ex-libris da região.

A Flor de Sal, sendo distinta de todas as outras, devido à textura crocante das suas “lâminas” compostas por finíssimos grãos, permite imensas experiências de sabor e exalta com delicadeza o sabor dos pratos, mesmo na cozinha mais exigente” admitem, os responsáveis do restaurante.

Foi neste local que reuniu o Grupo de Convívio dos nascidos nos anos de 60 – 74. Na edição número 16 foram 44 os convivas que deram nota máxima à gastronomia mas também ao ambiente envolvente em espírito de camaradagem.

“O balanço é claramente positivo não só pelo excelente local mas pela entrada de mais 3 novos amigos, é um convívio para continuar sempre”, referiu, ao Portal de Alcanede um dos fundadores e dinamizadores do convívio.

“Enquanto os amigos tiverem um espaço de tempo da vida privada para se juntarem em convívio, vale a pena continuar anualmente com esta experiência gastronómica” disse, Alfredo Batista.

Pão de trigo e broa de milho, azeitonas, degustação de azeite e tábuas de queijo fizeram parte da ementa que incluiu, moelinhas, ovos com farinheira, cogumelos salteados, batata frita com flor de sal e ervas aromáticas.

Os participantes tiveram ainda direito a degustar a tiborna de bacalhau com migas, lombinhos de porco, frutas do pomar e arroz.

No final tempo para a degustação de licores e várias sobremesas com destaque para o doce de lima.

VER FOTOS

Artigos Relacionados

Violação da base de dados dos bombeiros de Alcanede motiva queixa-crime no Ministério Público

Carlos Coelho

Espetáculo de Quim Roscas e Zeca Estacionâncio abre festa em Pé da Pedreira

Paulo Coelho

Ordenamento do PNSAC em discussão pública

Paulo Coelho