11.4 C
Alcanede
Sexta-feira ,3 Dezembro, 2021
Sociedade

Foco de incêndio obriga condutor da Resitejo a despejar lixo na EN 362

O condutor de um camião da RESITEJO – Associação de Gestão e Tratamento dos Lixos do Médio Tejo, foi obrigado a despejar na manhã de sábado dia 28 junho de 2014, vários resíduos de lixo provenientes dos ecopontos, junto às instalações do Centro Cultural e Recreativo de Aldeia da Ribeira, em plena EN 362.

resitejo 01Na origem do incidente esteve um foco de incêndio de pequenas dimensões na carga do camião, prontamente eliminado pelos Bombeiros Voluntários de Alcanede que foram chamados ao local por volta das 10 da manhã, e onde esteve também presente a Guarda Nacional Republicana, destacamento de Santarém.

No sentido de evitar um mal maior, o funcionário da Resitejo, terá optado pela descarga dos resíduos quando verificou a possibilidade do fogo se propagar ao camião.

A presidente da Junta de Freguesia de Alcanede, Cristina Neves, que esteve no local comunicou o sucedido à Câmara Municipal de Santarém e Resitejo, para que os trabalhos de remoção do lixo fossem efetuados no mais curto espaço de tempo.

A maré de incidentes na Resitejo começou na sexta feira dia 27 de junho ,quando um funcionário ficou ferido com gravidade – queimaduras de 1º e 2º grau – durante um incêndio que deflagrou na estação de triagem de resíduos da Resitejo, em Carregueira, concelho da Chamusca.
 

O incêndio começou nas instalações por volta das 14h58 alegadamente num camião que estava a ser carregado.

As chamas rapidamente alastraram ao pavilhão tendo diminuido fruto da intervenção de uma grande quantidade de meios, segundo informou o CDOS. Para o local foram mobilizados 17 corpos de bombeiros com 38 viaturas e mais de 100 operacionais. 

 

Artigos Relacionados

JC Power e Dj Rex voltam a Aldeia da Ribeira dia 19 de abril

Paulo Coelho

(Video) Caçadores da Serra do Alecrim abriram temporada de caça aos tordos

Paulo Coelho

Duas centenas de pessoas comemoram aniversário do Rancho das Viegas

Carlos Coelho