15.5 C
Alcanede
14 Dezembro, 2018
Economia

Exportação para a China – Valsabor investe 15 milhões de euros no matadouro de Alcanede

A abertura do mercado Chinês à exportação de carne de porco vai levar o matadouro da Valsabor, em Alcanede, a investir 15 milhões de euros aumentando a capacidade da linha de abate,” túneis de frio, expedição, sala de desmancha entre outras áreas necessárias que visam o crescimento”.

“Este negócio vai seguramente fazer crescer o setor em Portugal pois abre-nos o mercado para o maior consumidor mundial de carne de porco”, referiu ao Portal de Alcanede, Anabela Tereso da administração da Valsabor.

“Neste momento somos forçados a vender mais de 50% dos animais que produzimos a outros matadouros. A perspetiva é conseguir abater todos os animais na nossa empresa, o que é uma grande mais valia económica” reconheceu.

A homologação do matadouro de Alcanede deverá estar para breve, preenchendo “os requisitos solicitados pela comunidade Chinesa que nos visitou em Maio deste ano”, disse Anabela Tereso.

Uma vistoria que deverá também dar luz verde a outros produtores nacionais com instalações situadas em Lisboa e Montijo.

Os serviços oficiais chineses, através da sua página na internet, anunciaram que atualmente estão autorizados a exportar para a China, a partir deste mês de dezembro, os matadouros Montalva, ICM e Maporal.

O negócio deverá movimentar 100 milhões de euros de exportações de carne de porco no primeiro ano e, “no segundo ano, passaremos a 200 milhões”, disse à Agência Lusa o diretor da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores, Nuno Correia.

“A China é um mercado de grandes volumes, é o maior produtor e importador de porcos. Aquilo que nós fizemos em Portugal foi unir esforços entre as três empresas para poder conseguir satisfazer as necessidades. Uma empresa, por si só, não consegue dar resposta a tudo aquilo que a China precisa”, sublinhou.

Recorde-se que no dia 06 de novembro, o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, deu como concluído o processo de venda de carne de porco para a China.


Artigos Relacionados

Ricardo Gonçalves – Desemprego baixo e investimento perspetivam crescimento de Santarém

Portal Alcanede

Mocapor – Mercado chinês pode superar os 30% de faturação em 2019

Portal Alcanede

Candidatura da Zona de Desenvolvimento Económico de Alcanede foi aprovada

Portal Alcanede