17.1 C
Alcanede
Quinta-feira ,23 Setembro, 2021
Opinião Sociedade

ER 361: “Para um dia terminar era preciso começar” – Opinião de Paulo Coelho

Agora que terminaram as obras de requalificação da ER 361 entre Amiais de Cima e Monsanto (Alcanena) é bom saber que algumas pessoas não esquecem o trabalho iniciado pelo Movimento Cívico pela Repavimentação da ER 361 e que a “memória curta”, felizmente, não atinge toda a gente.

Entre a criação do Movimento e a conclusão das obras (na sua totalidade) passaram-se 11 longos anos e, apesar do incompreensível arrastar do processo da 2ª Fase da obra, o momento é agora de festa, de alívio, de satisfação. Fico feliz por todos.

Fui apenas um dos porta-vozes deste Movimento Cívico. O grupo era composto por poucas pessoas (sempre foi) mas que acreditaram que era possível contrariar as falsas promessas politicas que já duravam há décadas! No entanto, para isso, era necessário enfrentar, nessa época e tal como agora, poderes instituídos, profetas da desgraça, oportunistas, autarcas pouco ou nada empenhados e deputados eleitos pelo círculo de Santarém, na sua maioria, completamente descrentes que o processo tivesse realmente “pernas para andar”! E, quando assim é, muito mais complicado se torna.

Durante todo o processo senti, muitas vezes, que os interesses políticos e os seus agentes olhavam para o Movimento Cívico como uma “ameaça”! De certa maneira até compreendi a frustração que sentiram, “meia dúzia” de cidadãos sem qualquer ligação partidária estavam a conseguir fazer o que seria uma obrigação de quem foi eleito para tal. Estavam em falha há mais de 20 Anos, pelo que foi com enorme alegria que em maio de 2012 arrancou, efetivamente, a 1ª Fase da obra numa extensão de cerca de 10 km, “apenas” dois anos depois da nossa intervenção mais “musculada”, mas sempre cívica.

O Movimento Cívico quando nasceu só tinha um nome: “…Pela Repavimentação da ER 361 entre Alcanede e Alcanena”, nunca partiu de nós a ideia de fazer a obra em duas fases distintas, pelo que sabíamos que só tínhamos vencido, em prol da população, uma primeira “batalha” entre Alcanede e Amiais de Cima e que a 2ª Fase necessitaria de uma intervenção mais solidária dos autarcas, nomeadamente do concelho de Alcanena, o que no momento decisivo, que era quando as máquinas ainda estavam no terreno a concluir o 1º Troço, não se verificou! Se assim fosse, seguramente, que o desfecho teria sido muito mais curto.

Agora já não importa, está feito, e a população poderá circular nesta extensão de cerca de 17 kms em segurança, como todos merecem.

Tenho pena que o Sr. Joaquim Louro não tivesse vivido tempo suficiente para ver a obra concluída na sua totalidade. Havia-lhe prometido que isso seria uma realidade, mas só conseguiu testemunhar a conclusão da 1ª Fase! Recordo-me que ele, que também já tinha lutado várias vezes pelas obras desta estrada, também já duvidava que fosse possível algo mais, mas acreditou em nós, neste projeto, e foi a meu pedido o 1º Subscritor da nossa petição que reuniu mais de 4600 assinaturas em cerca de 15 dias, o que nos permitiu ir à Assembleia da República olhar de frente os potenciais “decisores” disto tudo!

Mano (Carlos Coelho), Luís Ferreira, David Bento, Fábio Bento, António Nunes, Carlos Salgado, Rogério Francisco (querido amigo que precocemente deixaste a vida terrena), a todos vós muito obrigado pela coragem que demonstraram quando era realmente necessário. Obrigado a toda a população que acreditou que era possível, que assinou a petição, que ordeiramente participou nas nossas “manifestações” pacíficas.

O Movimento Cívico pela Repavimentação da ER 361 entre Alcanede e Alcanena não quer, nem necessita, que esta última “vitória” tenha o seu nome associado, mas sabia que “para um dia terminar era preciso começar”.

Paulo Coelho

Fotos: Mediotejo.net

Artigos Relacionados

Contagem decrescente para a VIII Miss Freguesia de Alcanede em Alqueidão do Rei

Paulo Coelho

9 Escolas do Agrupamento D. Afonso Henriques registam casos positivos à Covid-19

Portal Alcanede

Dia da Mulher assinalado em Murteira e Barreirinhas com almoço e matiné

Portal Alcanede