12 C
Alcanede
Sexta-feira ,22 Fevereiro, 2019
Sociedade

Depressão Helene provoca queda de ramo de grande porte junto de Vale Prado

A queda de um ramo de eucalipto de grande porte, junto à ponte de Vale Prado, na EN 362 foi a ocorrência mais significativa da passagem da “depressão” Helene pela região de Alcanede.

O vento forte e a chuva intensa, por volta das 14h 30m, quebrou o ramo, de centenas de quilos, obrigando à intervenção da Equipa de Intervenção Permanente dos BV Alcanede que fez a sua remoção para a berma da estrada.

“Foi avaliada a estabilidade da árvore e decidiu-se que teria de ser derrubada, imediatamente, e posteriormente abatid
a” referiu ao Portal de Alcanede, Filipe Regueira.

O trabalho ficou concluído pela meia noite, “já com apoio de um veiculo escada dos BM Santarém e um retro-escavadora da Junta de Freguesia de Alcanede, tendo a EN 362 estado cortada ao trânsito entre o cruzamento de Alcanede e o cruzamento do Vale de Água, junto à fábrica Olitrem” disse, o Comandante dos Bombeiros de Alcanede.

Na próxima terça feira, dia 5 de fevereiro, está previsto o abate de mais dois eucaliptos junto à Ponte de Vale Prado.


“Sabemos que outras árvores devem ter igual tratamento, eu próprio tenho alertado as entidades para o perigo mas há aqui alguma falta de capacidade da IP de proceder a esse trabalho” admitiu,Filipe Regueira.

“Vamos ver se após este incidente, que poderia resultar em danos importantes, conseguimos abater algumas árvores de grande porte, que permitam uma maior segurança das pessoas nesta estrada”.

Estiveram no local, o responsável da Proteção Civil Municipal, Comandante, José Guilherme, Comandante dos Bombeiros Voluntários de Alcanede, Filipe Regueira, Presidente da Junta de Freguesia de Alcanede, Manuel Joaquim Vieira e responsáveis da EDP e GNR.




Artigos Relacionados

Fundos do baile do balão em Valverde reverte para os bombeiros de Alcanede

Carlos Coelho

Operário morre em acidente de trabalho na freguesia de Alcanede

Paulo Coelho

Festa de Natal da Santa Casa de Alcanede realiza-se dia 20 de Dezembro

Paulo Coelho