19.4 C
Alcanede
Sexta-feira ,6 Agosto, 2021
Educação

Alunos do Agrupamento D. Afonso Henriques entregaram na Assembleia da República Carta de Corresponsabilização e Manifesto Politico aos deputados do PAN

Um grupo de alunos da EB/2,3 de Alcanede e EB/2,3 de Pernes, estabelecimentos de ensino afetos ao Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques, entregaram esta quinta-feira, 1 de julho de 2021, na Assembleia da República (AR), aos deputados do PAN a Carta de Corresponsabilização dos Jovens e Manifesto Político, na qual estão refletidas as preocupações ambientas de mais de 3.600 alunos do ensino básico da rede «Vamos Cuidar do Planeta».

A carta foi entregue por dois alunos de dois dos projetos que, para chegarem até aqui, participaram na Conferência Nacional de Jovens, que decorreu nos dias 4 e 5 de junho de 2021, onde apresentaram o tema: “Javalis na região – praga ou oportunidade?”, tendo o agrupamento D. Afonso Henriques sido representado nessa iniciativa pelos alunos Matilde Ferreira, Matilde Cavaca, Gaspar Guerreiro e Soraia Elias e pelos docentes Cláudia Santos, Luís Reis, Cláudia Vasco e Laura Bento.

Além do agrupamento de escolas de Alcanede, a EB 2/3 Marcelino Mesquita, do Cartaxo, apresentou o tema: “Ajuda reciclando: colocação de ecopontos no recinto escolar e reutilização de Materiais”, marcando também presença na AR.

Os jovens foram acompanhados pelos professores que os auxiliaram na elaboração do seu projeto, contando também com a presença do presidente da Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA), Joaquim Ramos Pinto, e da Gestora de Projeto «Vamos Cuidar do Planeta», Carolina Varela.

A Carta de Corresponsabilização e Manifesto Político é o resultado do trabalho de um grupo muito alargado de jovens, que em conjunto e distribuídos pelas diferentes escolas, trabalharam na exploração da reutilização e eficiência dos recursos disponíveis, para irem sempre de encontro a um comportamento ambientalmente responsável e socialmente justo, refere um comunicado de imprensa da ASPEA enviado ao Portal de Alcanede.

Segundo esta associação, “o documento pretende assumir aquilo a que estes jovens se comprometem e o que exigem dos representantes políticos e instituições, para que sejam definidas políticas e encontradas práticas com mais rapidez e eficiência, perante a crise ambiental que atravessamos”, citamos.

Para o presidente da ASPEA, Joaquim Ramos Pinto, a entrega presencial da Carta na Assembleia da República é um momento “muito importante para estes jovens em idade escolar, que podem assim sentir-se realmente parte integrante da solução”, realçando que o “objetivo da associação de Educação Ambiental, e especialmente com este projeto, é o de facilitar o alcance destes jovens ao diálogo e acesso ao espaço político”.

Joaquim Ramos Pinto defende que os jovens são a “voz do futuro, devem ser considerados, também, a voz do presente”, e que devem estar dotados de “ferramentas que lhes permitam desde já fomentar a sua consciência ambiental a atitude cívica nas respostas às soluções para o enfrentamento da crise ambiental em geral e da crise climática em particular”, disse.

O Portal de Alcanede publica, na íntegra, o documento hoje apresentado aos deputados do PAN na Assembleia da República.

Carta-de-corresponsabilizacao-Conferencia-Nacional-de-Jovens

Artigos Relacionados

Comissão local de “Um dia pela vida em Alcanede” angaria 38.210,25 euros para a luta contra o cancro

Carlos Coelho

Arraial popular da festa de fim de ano escolar quer resolver assuntos que preocupam os pais

Carlos Coelho

Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques – Faltam assistentes operacionais no arranque do Ano letivo

Carlos Coelho