13.3 C
Alcanede
Sábado ,4 Dezembro, 2021
Educação

Alunos do Agrupamento D. Afonso Henriques entregaram na Assembleia da República Carta de Corresponsabilização e Manifesto Politico aos deputados do PAN

Um grupo de alunos da EB/2,3 de Alcanede e EB/2,3 de Pernes, estabelecimentos de ensino afetos ao Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques, entregaram esta quinta-feira, 1 de julho de 2021, na Assembleia da República (AR), aos deputados do PAN a Carta de Corresponsabilização dos Jovens e Manifesto Político, na qual estão refletidas as preocupações ambientas de mais de 3.600 alunos do ensino básico da rede «Vamos Cuidar do Planeta».

A carta foi entregue por dois alunos de dois dos projetos que, para chegarem até aqui, participaram na Conferência Nacional de Jovens, que decorreu nos dias 4 e 5 de junho de 2021, onde apresentaram o tema: “Javalis na região – praga ou oportunidade?”, tendo o agrupamento D. Afonso Henriques sido representado nessa iniciativa pelos alunos Matilde Ferreira, Matilde Cavaca, Gaspar Guerreiro e Soraia Elias e pelos docentes Cláudia Santos, Luís Reis, Cláudia Vasco e Laura Bento.

Além do agrupamento de escolas de Alcanede, a EB 2/3 Marcelino Mesquita, do Cartaxo, apresentou o tema: “Ajuda reciclando: colocação de ecopontos no recinto escolar e reutilização de Materiais”, marcando também presença na AR.

Os jovens foram acompanhados pelos professores que os auxiliaram na elaboração do seu projeto, contando também com a presença do presidente da Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA), Joaquim Ramos Pinto, e da Gestora de Projeto «Vamos Cuidar do Planeta», Carolina Varela.

A Carta de Corresponsabilização e Manifesto Político é o resultado do trabalho de um grupo muito alargado de jovens, que em conjunto e distribuídos pelas diferentes escolas, trabalharam na exploração da reutilização e eficiência dos recursos disponíveis, para irem sempre de encontro a um comportamento ambientalmente responsável e socialmente justo, refere um comunicado de imprensa da ASPEA enviado ao Portal de Alcanede.

Segundo esta associação, “o documento pretende assumir aquilo a que estes jovens se comprometem e o que exigem dos representantes políticos e instituições, para que sejam definidas políticas e encontradas práticas com mais rapidez e eficiência, perante a crise ambiental que atravessamos”, citamos.

Para o presidente da ASPEA, Joaquim Ramos Pinto, a entrega presencial da Carta na Assembleia da República é um momento “muito importante para estes jovens em idade escolar, que podem assim sentir-se realmente parte integrante da solução”, realçando que o “objetivo da associação de Educação Ambiental, e especialmente com este projeto, é o de facilitar o alcance destes jovens ao diálogo e acesso ao espaço político”.

Joaquim Ramos Pinto defende que os jovens são a “voz do futuro, devem ser considerados, também, a voz do presente”, e que devem estar dotados de “ferramentas que lhes permitam desde já fomentar a sua consciência ambiental a atitude cívica nas respostas às soluções para o enfrentamento da crise ambiental em geral e da crise climática em particular”, disse.

O Portal de Alcanede publica, na íntegra, o documento hoje apresentado aos deputados do PAN na Assembleia da República.

Carta-de-corresponsabilizacao-Conferencia-Nacional-de-Jovens

Artigos Relacionados

Alunas da Escola de Alcanede que participaram no “Parlamento dos Jovens” realizam Visita de Estudo ao Parlamento Europeu

Carlos Coelho

Escola de Alcanede representa distrito de Santarém na Assembleia da República

Portal Alcanede

Banco do Manual Escolar pretende ajudar famílias com dificuldades económicas

Carlos Coelho