17 C
Alcanede
Quarta-feira ,14 Abril, 2021
Sociedade

Alguns moradores da rua da Arca em Alcanede pedem maior rapidez no despejo do vidrão

O vidrão situado na rua da Arca já não suporta mais vasilhame. A situação motivou que alguns cidadãos residentes e trabalhadores nesta artéria da sede de freguesia e que habitualmente recorrem ao mesmo, tenham entrado hoje em contacto com o Portal de Alcanede no sentido de chamarem a atenção para o caso.

No início deste mês o Portal alertou a Resitejo- Associação de Gestão e Tratamento dos Lixos do Médio Tejo, para o “anormal” amontoado de lixo junto a alguns contentores e ecopontos da vila. Algo que na altura, Susana Morgado em nome Resitejo, disse que não era sinónimo de atraso, já que a recolha dos ecopontos é feita “quinzenalmente”, tendo a última sido feita no passado dia 17 de Agosto de 2011.

Neste sentido, e tendo em conta a realização da festa anual de Alcanede no passado fim-de-semana, e que,eventualmente poderá ter contribuído para um esgotamento mais rápido do que o normal do vidrão em causa, o Portal de Alcanede voltou a entrar em contacto com a Associação de Gestão e Tratamento dos Lixos do Médio Tejo, no sentido de olharem para esta situação como sendo uma exceção e pedindo um tratamento, igualmente de exceção.

Vidrão Alcanede 2

NOTA: No antigo site do Portal esta página foi lida 297 vezes

Artigos Relacionados

Juízas da Festa de São Vicente (Murteira e Barreirinhas) organizam passeio pedestre

Paulo Coelho

Covid-19: Sobem para 34 os casos positivos no Concelho de Santarém mais 6 nas últimas 24 Horas

Portal Alcanede

Sociedade Filarmónica Alcanedense organiza Torneio de Sueca

Paulo Coelho