8.9 C
Alcanede
Quarta-feira ,11 Dezembro, 2019
Sociedade

Aldeias Seguras – Coletes entregues em Alcanede e Abrã são pequenos

O material distribuído no âmbito do programa “Aldeias Seguras” não tem “sentido prático”, tendo em conta que os oficiais de segurança locais não vão combater incêndios. O reparo foi feito à agência lusa pelo presidente da Câmara do Sardoal.

Miguel Borges afirmou que foi um “disparate” entregar equipamento que não tem qualquer utilidade para pessoas que têm por função servir de ligação às pessoas que habitam nas aldeias, ajudar na sua orientação para lugares seguros e apoiar os que efetivamente combatem incêndios com indicações precisas sobre o terreno.

“Há muita politiquice à volta deste assunto. Há falta de bom senso em muitos lados”, lamentou.

O comandante dos Bombeiros Municipais de Santarém, José Guilherme, também reconheceu que no caso das quatro aldeias da freguesia de Alcanede, considerada de intervenção prioritária, onde foram já realizados os exercícios da “Aldeia Segura”, nem os coletes entregues vão servir, por serem demasiado pequenos, estando o município a fazer os procedimentos para adquirir esta peça identificadora para as unidades locais de proteção civil que vão ser criadas nas 18 freguesias do concelho.

Jorge Correia, oficial de segurança na aldeia de Canal, Abrã (Santarém), confirmou à Lusa que “o colete não serve” e que entende o material recebido apenas como servindo para ser identificado e não para ir para a frente de fogo.

Na sequência da manchete de hoje do Jornal de Notícias, sobre a distribuição de equipamento fabricado com material inflamável no âmbito do programa “Aldeias Seguras” e “Pessoas Seguras”, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil afirmou que os materiais distribuídos não são de combate a incêndios nem de proteção individual, mas de sensibilização de boas-práticas.


Artigos Relacionados

Aldeia Avieira de Escaroupim vai receber 5º Passeio de motorizadas e vespas de Aldeia da Ribeira

Carlos Coelho

Ana Ferreira e Nelson Durão candidatam-se para gerir os destinos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcanede

Carlos Coelho

Aldeia da Ribeira voltou a cumprir a tradição nos festejos em honra de São João Crisóstomo

Paulo Coelho