18.2 C
Alcanede
Quinta-feira ,25 Julho, 2024
ColetividadesSociedade

Mata do Rei – Telmo Vieira confia que no futuro a festa será “uma das grandes referências da região”

O embelezamento das ruas em Mata do Rei, com a colocação de arcos luminosos, é uma das novidades dos festejos em honra de Nª. Sª. Da Luz e São João Batista, que este ano vão decorrer entre os dias 21 e 24 de junho de 2024. Em declarações ao Portal de Alcanede, Telmo Vieira, da Comissão de Festas, além de outros temas, falou das apostas no cartaz deste ano, do que gostaria para o futuro e da necessidade de obras na coletividade local.

A equipa organizadora dos festejos decidiu inovar em setores que consideram fundamentais, nomeadamente “em algumas formas de animação e atração para as pessoas que nos vêm visitar”. Pela primeira vez na sua história, Mata do Rei irá engalanar-se com o “embelezamento das ruas com arcos luminosos, que irão estar presentes na rua principal, na envolvência da associação, assim como, junto das casas dos “festeiros” deste ano, falo da casa do Juiz, Juíza, Mordoma e Imperadora”, referiu Telmo Vieira.

A componente musical de uma festa, como é habitual, assume sempre um papel importante e, este ano, “foi também decidido apostar e reforçar na animação noturna, com a vinda de duas bandas muito conceituadas”, a Banda Enigma para a noite de sexta-feira, 21 de junho, e Chaparral Band para a noite de sábado, grupos que “atraem muita população e que são provas dadas em termos de qualidade”. Além disso, estão também garantidas as presenças dos Djs Drakglass e Africangroove.

Uma festa tradicional não vive apenas de noites fortes, daí que a organização tenha também decido olhar com especial atenção para a tarde de domingo, 23 de junho, “na minha opinião a tarde de domingo, estava subvalorizada e, este ano, o paradigma mudou, ou seja, irá existir a atuação de uma tuna universitária da Escola Superior de Saúde de Santarém”, Arriba-Ó-Tunapikas, e de “um grupo de música portuguesa em franca expansão”, os Oito D’ Aldeia, “que recentemente estiveram num programa televisivo com grande qualidade e onde o seu desempenho foi notório”, salientou o Juiz da festa deste ano.

A união da população e o empenho dos elementos da Comissão de Festas fazem toda a diferença na organização de um evento desta natureza, “felizmente existe uma comissão recheada de pessoas jovens e com vontade de fazer mais e melhor à medida que os anos vão passando. Em cada ano que passa, queremos inovar e fazer mais para que no futuro esta festa seja vista como uma das grandes referências da região”, sublinhou o dirigente associativo, aproveitando a ocasião para agradecer, também, “a todas as empresas que se disponibilizaram a ajudar em termos monetários, pois sem elas nada disto seria possível. Muito obrigado”.

A sustentabilidade de uma coletividade é colocada à prova durante o ano inteiro e sem a realização de outras iniciativas tudo será mais difícil, “uma associação sem angariação de fundos não funciona e a melhor forma de os angariar é criar eventos”, dando como exemplo o Festival de Sopas, mas que por si só, não chega, “é um grande evento, mas na minha opinião cada vez mais teremos de fazer e inovar para conseguir e angariar o máximo possível. Este ano queríamos ter feito pelo menos mais um grande evento, em maio, mas infelizmente não nos foi possível, por falta de verbas”, esclareceu Telmo Vieira.

Por falar em verbas, chegou recentemente uma de 5000€ do Município de Santarém, dinheiro que já tem destino, até porque “temos muitas coisas que para nós são de caracter urgente”, como por exemplo, “terminar a cozinha, adaptar os WC existentes para pessoas com mobilidade reduzida”, explicou. No entanto, as necessidades são diversas, “é nossa intenção, também, mudar o telhado e a infraestrutura da associação, visto que a existente está muito degradada”, e conseguir que a associação “seja novamente pintada no exterior, uma vez que no interior foi este ano, para que fique apresentável aos olhos de todos nós”, referiu Telmo Vieira.

Nestas declarações ao Portal de Alcanede, o porta-voz da Comissão de Festas em honra de Nª. Sª. Da Luz e São João Batista, em Mata do Rei, aproveitou para deixar o convite a todos “a presenciarem e vivenciarem as nossas tradições ao longo destes 4 dias de intensa festa”, lembrando que a sua aldeia “acolhe muito bem as pessoas, gostamos de receber todos” e que este ano, “sendo eu o Juiz da festa, gostaria de contar com todos vós, pois a festa foi criada e pensada ao pormenor para dar a máxima qualidade festiva, quer aos habitantes da aldeia quer a todas as pessoas que decidam visitar-nos”, disse. A finalizar, Telmo Vieira garantiu que “será uma grandiosa festa, de arromba. Venham fazer a festa connosco”, citamos.



Artigos Relacionados

Acordo de extremas coloca fim a diferendo entre baldios

Carlos Coelho

Excerto da reportagem de vídeo sobre a Festa de Alcanede 2013

Paulo Coelho

Novo elenco diretivo da A.H. dos Bombeiros de Alcanede toma posse a 27 janeiro

Portal Alcanede