15.7 C
Alcanede
Segunda-feira ,27 Maio, 2024
CulturaSociedade

Luís Duarte Melo apresenta publicamente esta 5ª Feira o livro Crónica da Igreja de Alcanede

A apresentação do livro “Crónica da Igreja de Alcanede”, da autoria de Luís Duarte Melo, vai acontecer esta quinta-feira, 8 de dezembro de 2022, pelas 16 horas, na sala multiusos do Parque de Jogos de Alcanede. O autor apresentará a obra, seguindo-se um painel de debate sobre assuntos da atualidade cultural da freguesia e alocução de entidades institucionais. A cerimónia contará ainda com momentos musicais, venda e sessão de autógrafos do investigador Alcanedense.

Esta apresentação será a primeira de duas, já que o autor fará também o lançamento do livro em Santarém, no dia 10 de dezembro, pelas 16h45, na Sé Catedral de Santarém onde, para além das alocuções institucionais, a sessão contará com as presenças de Maria Antónia Athayde Amaral e da Sociedade Filarmónica Alcanedense que dará um concerto integrado na cerimónia.

Entrevista concedida ao Portal de Alcanede por Luís Duarte Melo e Pe. António Vicente

Na génese desta obra esteve a ideia de inventariar e valorizar o património artístico-religioso da freguesia de Alcanede e o desejo do autor em contribuir para os trabalhos de reabilitação da sua igreja-mãe, numa altura em que a paróquia promovia a campanha Eu Sou Matriz para os financiar.

Da igreja, na sua aceção de edifício, a investigação alargou-se ao seu significado mais amplo de conjunto de moradores de uma circunscrição territorial, ligados pelo cristianismo e reunidos em torno de um templo sob liderança de um presbítero local.

Quanto à geografia, é abordada a questão da organização do território no período fundacional: uma administração temporal única sediada em Alcanede, mas dividida quanto aos senhorios eclesiásticos das igrejas de Alcanede e de Pernes. De resto, segue-se como critério geral a organização eclesiástica coeva aos acontecimentos narrados, mesmo se reportados a localidades que, mais tarde, deixaram de estar sob a alçada da Matriz de Alcanede, caso das freguesias das Alcobertas, Fráguas, Abrã e Gançaria.

A informação agora publicada evidencia a centralidade da igreja matriz e das ermidas dos lugares como agregadores históricos das respetivas comunidades, aproximando-nos do melhor conhecimento das vivências das populações na sua permanente busca de sentido ao longo do tempo. É por isso traçado o perfil religioso de cada um dos lugares do antigo distrito da Matriz, por meio da sua ermida e do seu orago, com ênfase nos que integram atualmente a freguesia de Alcanede: Aldeia de Além, Aldeia da Ribeira, Alqueidão do Mato, Alqueidão do Rei, Espinheira, Mata do Rei, Mosteiros, Murteira, Prado, Vale da Trave, Vale do Carro, Valverde, Viegas e Xartinho.

A obra foi dividida em períodos temporais, cada um marcado por desígnios distintos.

Os capítulos foram estruturados por assuntos, contextualizados no plano mais vasto da história nacional e local.

Brumas da História aborda, brevemente, crenças e práticas pré-cristãs, assim como o processo de afirmação crescente do cristianismo, realidades pouco conhecidas, mas fundamentais para a compreensão da evolução religiosa do país.

Fundação e Consolidação trata o período que medeia a fundação da vila de Alcanede e o termo da época medieval, com enfase na organização eclesiástica deste território e nas estratégias seguidas pelos principais atores para consolidar a sua influência.

Trento e Modernidade aborda a evolução do Priorado de Alcanede durante o Antigo Regime, sob a liderança da Ordem de Avis.

Revolução, Liberalismo e Laicização cobre o período da Invasão Francesa, Liberalismo, Monarquia Constitucional e Primeira República.

Pacificação e Recristianização é dedicada à evolução religiosa da freguesia entre a Revolução de 1926 e o Concilio Vaticano II.

Renovação e Comunidade aborda algumas mudanças verificadas a partir da década de 1960, resumindo as dinâmicas da paróquia até à atualidade.

Homens da Paróquia recorda alguns dos que serviram a freguesia no domínio eclesiástico.

Sobre o autor:

Luís Duarte Melo nasceu em 1963. Alcanedense, licenciado em Engenharia Agrícola, Pós-Licenciado em Economia Europeia e Master in Business Administration, tem dedicado a sua vida profissional à gestão de empresas.

Desde o ano 2000 que investiga a história da região de Alcanede, sendo co-autor da Nova Monografia de Alcanede. É autor de Santa Casa da Misericórdia de Alcanede -Memória e Identidade e de A. Montez, Um Percurso Secular.

É membro do Centro de Investigação Professor Doutor Joaquim Veríssimo Serrão.

Artigos Relacionados

Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Alcanede, participam no projecto sons da memória

Paulo Coelho

C.S.R. Valverde organiza tarde de petiscos no Barreiro dos Vales

Portal Alcanede

Após um ano de interregno Expo Alcanede regressa de 23 a 25 setembro

Carlos Coelho