22.1 C
Alcanede
Terça-feira ,9 Agosto, 2022
Opinião

As Máfias dos incêndios a esta hora estão em êxtase e só agora começou o Verão… Artigo de opinião: Paulo Coelho

As Máfias dos incêndios a esta hora estão em êxtase e só agora começou o Verão a sério! A impunidade, a conivência e a corrupção (também nesta área) é tanta que dá dó!

Que pobreza sem escrúpulos! Num país tão pequeno, conseguimos ter mais ignições que, por exemplo, França que é cinco vezes e meia maior que nós em território, ou de Espanha, quatro vezes superior!

As ondas de calor não são novas e muito menos exclusivas de Portugal! O que se está a passar apenas demonstra que, além da negligência de alguns (que é um facto), não aprendemos nada com os tremendos erros de um passado recente (2017) onde dezenas de inocentes perderam a vida, que para sempre deveria deixar os verdadeiros responsáveis sem dormir por um único segundo, quanto mais não fosse por remorsos! Mas não têm!

Somos enganados com promessas de tudo e mais alguma coisa, que a PJ está melhor apetrechada para combater este tipo de crimes (não está), que todos os meios que possuímos são suficientes (não são), que o trabalho do ponto de vista político tem sido bem feito (não tem).

As molduras penais, também elas, têm de ser alargadas e efetivas. Insistem, na maioria dos casos, a mandar para a rua criminosos com “obrigação” de apresentações periódicas! Isto é brincar connosco! Além disso, e mais importante, é preciso saber quem os mandou atear fogo. Ou será que é melhor não saber?

Cabe na cabeça de alguém exigir que um terreno seja obrigatoriamente limpo até final de março, quando, por norma, as águas de abril e maio ( em circunstâncias normais) vão fazer crescer a florestação ainda com mais força até julho/agosto?

Faz sentido exigir às pessoas que cadastrem terrenos, em que muitas das quais nem sabem que existem por força de “heranças” que até desconhecem e quando o próprio Estado Português não sabe o que lhe pertence a ele próprio? Que legitimidade têm para poderem exigir aos outros o que eles não cumprem?!

A maior parte desses terrenos são pertença de pessoas idosas, que recebem uma esmola (quando recebem) de um estado que os ignora sistematicamente, que não lhes proporciona saúde em condições, educação para os seus filhos e netos, que os esmaga com impostos, com ameaças de despejo, com desprezo pela vida humana em milhões de casos! Essas pessoas não têm dinheiro para mandar limpar nada, a não ser a sua própria carteira.

Não interessa o partido, o problema é transversal e nenhum outro com funções governativas fez, até ao momento, melhor que outro, e também duvido que outros fizessem alguma coisa de jeito.

A máfia dos incêndios, como outras máfias que alegremente continuam a reinar neste país, tal como em outros, sentem-se incólumes, estão no seu “habitat natural” e nós continuamos a assistir de “bancada”, também coniventes com tudo isto! Desculpem, mas é o que me parece.

Estamos sempre prontos a desculpar tudo, sejam roubos multimilionários cometidos pelas elites, ataques diários à nossa carteira, sejam por dezenas de impostos desmedidos, aumento dos combustíveis, alimentos, gás, eletricidade, etc, etc, etc, sem que tenhamos nada de bom em troca.

Sinto-me profundamente envergonhado por viver num país tão pequeno, simpático é certo, bonito também, mas com tanto corrupto.

Não é só o país que está a arder, o nosso orgulho também deverá estar.

Lamento pelas vidas perdidas, pelas vidas que ficam em suspenso, pelos animais que morreram pela ganância humana, lamento por mim e por ti.

Agradeço aos de sempre, aos Bombeiros de todo o país que vão continuar a estar entregues a si próprios! Coragem, é apenas o que posso dizer perante a triste realidade!

Os incêndios sim, são um verdadeiro alarme social, muito mais que uma pandemia que nos obrigou a um isolamento de dois anos, pouco democrático, e que continua, tristemente e gravosamente, ativo, mas agora desvalorizado pela maioria da comunicação social que, também ela, vai ao sabor dos “donos disto tudo”!

O verdadeiro Portugal não “chama”, implora por justiça.

Opinião: Paulo Coelho

Artigos Relacionados

Páscoa 2022: Mensagem do Bispo de Santarém D. José Traquina

Portal Alcanede

Covid-19 em Alcanede – Esclarecimento do Portal de Alcanede

Portal Alcanede

Movimento Cívico pela Repavimentação da ER361 e o tributo ao Rogério Francisco

Portal Alcanede