19 C
Alcanede
Domingo ,2 Outubro, 2022
Entrevistas Sociedade

Castelo de Alcanede: Concertos, espetáculos ao ar livre e Centro de Interpretação nos planos da CMS

A criação de um Centro de Interpretação, concertos e espetáculos ao ar livre estão nos horizontes da Câmara Municipal de Santarém para a dinamização do Castelo de Alcanede, agora que a gestão do emblemático espaço passou para as mãos da autarquia ribatejana.

Em entrevista ao Portal de Alcanede, Ricardo Gonçalves garante que a vontade, quer do município quer da Junta de Freguesia, passa por assegurar as intervenções necessárias à reabilitação e valorização do Castelo. O autarca tem consciência de que o monumento “tem um peso histórico e cultural elevado” e que para a sua manutenção será necessário procurar financiamentos.

Entrevista

Portal Alcanede (PA): Na prática, que poderes efetivos a CMS passa a ter com a transferência de competências para a gestão, valorização e conservação deste equipamento?

Ricardo Gonçalves (RG): A partir de agora, a Câmara passa a ter a legitimidade necessária para poder assegurar a sua abertura ao público (guardaria) e fazer as intervenções necessárias à reabilitação e valorização patrimonial do imóvel, devolvendo à população aquele espaço nobre, classificado como imóvel de interesse público, permitindo que possa ser vivido e usufruído por quem queira visitar a história do nosso concelho.

PA: Já existem algumas ideias para aquele espaço?

RG: Existem já conversações entre o executivo municipal e a Junta de Freguesia de Alcanede, no sentido de poderem ser ali desenvolvidos projetos que dignifiquem o local e que possam despertar o interesse do público, com vista ao seu estudo e visitação. Uma das ideias é um Centro de Interpretação, a edificar no edifício que lá se encontra, mas também a realização de concertos e espetáculos ao ar livre.

PA: Acredito que esta transferência signifique um acréscimo de responsabilidade para a CMS, também ao nível financeiro, é assim?

RG: Sim, sem dúvida. Existem verbas que irão ser transferidas para o Município, estabelecidas por lei, mas a verdade é que são insuficientes para as intervenções necessárias e que o próprio espaço merece. O Castelo de Alcanede é um espaço com um peso histórico e cultural elevado, que pretendemos manter e dignificar, pelo que teremos que procurar o financiamento adequado, seja através de comparticipação comunitária, seja a partir do próprio orçamento municipal.

PA: Seguramente a Junta de Freguesia terá aqui, em articulação com a Câmara Municipal, um papel bastante importante?

RG: As Juntas de Freguesia sempre foram nossos parceiros privilegiados de caminhada ao longo dos anos. E é assim que continuará a ser relativamente a este assunto. A Junta de Freguesia de Alcanede, em particular, tem assumido um papel importante, não só devido à sua dimensão geográfica, mas também porque o seu território alberga uma parte significativa do tecido empresarial do nosso concelho, a quem queremos continuar a apoiar. Queremos continuar a governar com as pessoas e para as pessoas, acreditando no trabalho conjunto e colaborativo de todos os que se unem para trabalhar pelo nosso Concelho.

Nota Portal Alcanede:

Os autos de transferência do Castelo de Alcanede para o Município de Santarém foram assinados por Ricardo Gonçalves, no passado dia 14 de março de 2022, celebrados na área da Cultura, no âmbito do processo de descentralização, correspondendo à transferência da posse das respetivas infraestruturas, prosseguindo-se, assim, a operacionalização da transferência de competências para os municípios, no domínio da cultura.

A cerimónia decorreu no Museu Francisco Tavares Proença Júnior, em Castelo Branco, contou com a participação de Alexandra Leitão, ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Graça Fonseca, ministra da Cultura, de Jorge Botelho, secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, de Ângela Ferreira, secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, e de Nuno Domingos, Vereador da Cultura da Câmara de Santarém.

Foto de capa (Castelo): Sérgio Amaral Braz

Artigos Relacionados

«Quem Gosta Cuida» – I Jornadas Centro Veterinário de Alcanede

Carlos Coelho

Vespinhas do Castelo confraternizam em jantar de ano novo

Carlos Coelho

Areias e lamaçal junto à Sifucel- Manuel J. Vieira garante que todas as entidades estão empenhadas em solucionar o problema

Portal Alcanede