14.7 C
Alcanede
Domingo ,25 Fevereiro, 2024
Sociedade

Mais de 150 exemplares vendidos no lançamento do Diário do Salvador

O projeto “Diário do Salvador”, criado por um grupo de fãs do menino que sofre de uma doença rara, virou a sua “primeira página” na passada terça-feira, 1 de março de 2022, com o lançamento do livro que tem o objetivo angariar fundos para os tratamentos da criança. O evento decorreu nas instalações da empresa Fravizel, que esteve na génese desta iniciativa solidária pelo Salvador Serrazina, com sede em Pé da Pedreira.

Entre representantes das autarquias de Alcanede e Santarém, Paróquia, Bombeiros Voluntários, Santa Casa da Misericórdia de Alcanede e Agrupamentos de Escolas, estiveram 56 crianças de “mãos dadas” com o Salvador num dia passado “em família”.

Tivemos um evento muito agradável para nós e, seguramente, para a família do Salvador”, disse à nossa reportagem Eliseu Frazão, CEO da Fravizel. “O objetivo está bem traçado e tem tudo para dar certo com a venda de muitos livros que ajudarão a contribuir para os tratamentos desta criança”, disse.

Os tratamentos são dispendiosos e, em causa, “está uma melhor qualidade de vida do menino, pelo que os valores necessários para o tratar, se forem divididos por todos, ajudarão muito” afirmou. “Espero que a vontade que tivemos outros também a possam ter e que seja uma realidade para outras pessoas que, seguramente, nem se lembram porque a vida hoje é muito agitada e nem se recordam destas realidades”, acreditando que esta iniciativa “desperte a atenção para que possam ajudar a curar o Salvador”, lembrando que “a atitude determina as coisas e a vontade faz acontecer”, lembrou Eliseu Frazão.

De coração cheio, tal como disse à reportagem do Portal de Alcanede, estava a mãe do Salvador “quero agradecer muito esta iniciativa, foi mais uma realizada com sucesso e agradeço a todos os que colaboram na compra dos livros”, disse Carla Aires. “Ficámos muito surpreendidos com esta iniciativa da empresa Fravizel, que entraram em contacto connosco, e de imediato tentaram ver o que se poderia fazer para ajudar nos tratamentos do Salvador”, agradeceu.

A vontade de colocar em marcha o projeto do Diário do Salvador “partiu de uma ideia, e de uma conversa, porque sabemos que a comunidade é capaz de chegar muito longe em prol do outro. Creio que, muitas vezes, é uma falta de diálogo, ou de comunicação, que faz com que as coisas não aconteçam desta forma”, disse, por sua vez, Joana Frazão.

O principal objetivo é, “pelo menos, pagar um tratamento integral ao Salvador para que ele e a sua família tenham menos um encargo, responsabilidade, ou preocupação”, ressalvando que “o apelo vai para todas as entidades, e particulares, para que participem nesta ação totalmente canalizada para melhorar a vida do Salvador”, lembrou.

Joana Frazão destacou ainda que, “estarmos unidos por um bem comum, é de uma grande gratidão que todos nós devemos ter porque, de facto, saúde é liberdade e devemos valoriza-la todos os dias”, enaltecendo a participação de todas as entidades parceiras no projeto, “e graças também ao poder de comunicação do Portal de Alcanede, e à vossa maneira de contribuírem com esta ação que tem feito que a venda de livros tenha um grande potencial e hoje foi um bom ponto de partida”, disse.

Na Fravizel o objetivo deste tipo de iniciativas não passa pelo “dar por dar”, o principal é “transmitir estes valores à nossa equipa, e eles já os têm, se não esta ideia não tinha surgido, e tudo passou, antes, por uma conversa interna que acabou por dar origem a este desafio e posterior contacto com a família da criança”, explicou.

Este livro foi uma inovação, porque foi desenhado pelos fãs do Salvador “completamente online e é tão bonito quando as pessoas se unem por uma causa maior. Esta criança é uma lição para todos nós e o próprio Diário do Salvador é uma lição”,

Todo o valor angariado com a venda dos livros será transferido para a clínica onde a criança realiza os tratamentos.

Dia da Família e da Criança

Com exceção dos últimos dois anos de pandemia, a Fravizel leva a efeito um dia da família e da criança com os seus colaboradores. O intuito passa por cada um deles trazerem alguém da sua família para que os mais jovens possam ver, de perto, o que os pais, avós, tios, etc., fazem diariamente, o que produzem, o que constroem.

Nesse sentido, e segundo Joana Frazão, “promovemos uma série de atividades à volta da sustentabilidade económica, social e ambiental, da inovação e da aprendizagem ativa”. O dia do lançamento do Diário do Salvador foi ainda aproveitado para o jogo “Create to make” que pretende ajudar os mais jovens a perceberem qual é a sua vocação, “colocando-os em contacto com a indústria”.

As crianças foram divididas por grupos de idades e passaram por algumas das fases principais, “criar o produto, inovar, desenvolve-lo de maneira computorizada e depois a produção propriamente dita, com a necessidade de, após produção, como “comerciais” venderem o produto”. Neste caso a tarefa não foi, de todo, fácil “já que o comprador era o CEO da Fravizel”, Eliseu Frazão, criando-se um dos vários momentos divertidos de um dia muito especial.

O Portal de Alcanede sabe que algumas instituições da região, de imediato, manifestaram vontade de ajudar na venda dos livros, é o caso da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcanede que os tem à venda no seu Quartel.

Ao adquirir um exemplar do Diário do Salvador, impresso na gráfica Lousanense, está a contribuir com 5 euros, o preço do livro, para os tratamentos da criança.

Salvador Serrazina
Eliseu Frazão (CEO da Fravizel), Diogo Gomes (Vereador na CMS), Nélson Durão (Presidente da A.H.B.V.A)
Exemplar do livro
Avós do Salvador
Sofia – Animadora da Aqui há Gato
Filipe Regueira (Comandante dos BVA) e Nélson Durão (Presidente da A.H.B.V.A)
Joana Frazão da Fravizel

Artigos Relacionados

Petição reclama a repavimentação da ER 361 entre Alcanede e Alcanena

Paulo Coelho

Obras na zona desportiva de Alcanede

Paulo Coelho

Aldeia da Ribeira em festa de 28 a 31 Janeiro de 2011

Paulo Coelho