23.5 C
Alcanede
Quarta-feira ,17 Agosto, 2022
Economia

Mocapor – Mercado chinês pode superar os 30% de faturação em 2019

A Mocapor, empresa de origem familiar que se dedica à extração e transformação de rocha ornamental, entrou no mercado asiático há 20 Anos representando, atualmente, cerca de 30% do volume de faturação. A confirmação foi feita à Lusa pelo responsável pela área de gestão, Francisco Luís.

A empresa, situada em Pé da Pedreira, freguesia de Alcanede, começou a sua relação comercial com a China em 1998, ano em que foi abordada pelos próprios empresários asiáticos, sendo hoje em dia um mercado que gera cerca de três milhões de euros anuais, de faturação, à Mocapor.

“Representa cerca de três milhões de euros por ano. Um valor que deverá ser superado em 2019”. Apesar desse objetivo, “não queremos estar completamente concentrados neste mercado” referiu o empresário.

“Tem havido a procura de alguns produtos que, até este momento, não eram tradicionais para o mercado chinês, o que me deixa antever que o próximo ano vai ser de igual crescimento e até pode vir a atingir valores superiores aos registados”, uma convicção assente nas “condições económicas e nas perspetivas de trabalho [na China] que são, francamente, positivas” disse.

Em causa está a compra de mármores em tons mais escuros, tendência que era, tradicionalmente, reservada aos mercados europeu e americano.

Criada há mais de 30 anos, a empresa de génese está também presente em países como a Austrália, França, Itália, Alemanha, Estados Unidos, Colômbia, Brasil e Rússia.

Atualmente, a empresa tem sete explorações próprias, desenvolvendo o processamento e transformação da matéria-prima até ao produto final.

A Mocapor, à semelhança das maiores empresas que se dedicam à atividade da extração e transformação de rocha ornamental, marca presença anual na Marmomacc. O evento é considerado uma montra internacional dedicada às empresas do setor de mármores e pedras.

“Existe uma feira anual em Verona [Itália] onde as empresas estão expostas. Paris é a capital da moda, assim como Itália é a capital da moda da pedra”, referiu Francisco Luís.

Artigos Relacionados

Pétala Rosa – Um exemplo do comércio local em tempos de pandemia

Portal Alcanede

Fravizel lidera Top de empresas portuguesas com mais pedidos de patentes

Portal Alcanede

1ª plataforma eletrónica de aluguer em Portugal desenvolvida por um Alcanedense

Paulo Coelho