17.9 C
Alcanede
Domingo ,19 Maio, 2024
Artigos de Opinião

Uma nova esperança para os Bombeiros Voluntários de Alcanede

Começo este artigo de opinião a agradecer a coragem e a frontalidade daqueles que, no local próprio, em Assembleia Geral da AHBV Alcanede no passado dia 1 de Junho, se propuseram a libertar os Bombeiros de Alcanede do imbróglio jurídico em que alguns membros da anterior Direcção colocaram a Associação, amarrando desta forma o Corpo de Bombeiros e consequentemente colaborado para a diminuição do efectivo de Bombeiros do Quadro Activo.

Com a destituição dos Órgãos Sociais votada de acordo com os Estatutos da AHBV Alcanede, seguiu-se a eleição de uma comissão administrativa composta pelos Senhores Nelson Durão, Joaquim Oliveira, João Ferreira e pelas Senhoras Milú Vicente e Cátia Alves, que se comprometeram a convocar eleições gerais no mais curto espaço de tempo possível. A esperança num virar de página surge aqui.

Cortar com o passado é urgente. Ninguém é dono da Instituição a pontos de a ver definhar e acumular sucessivos prejuízos que colocam o seu futuro em risco. Os resultados das contas de 2014, 2015 e 2016 falam por si. E se em 2011 não havia crédito junto da banca, havia um crédito de dezenas de milhares de euros da Câmara Municipal de Santarém, entretanto já saldado. Hoje há um passivo de quase 100000€ de acordo com as contas apresentadas (e aprovadas porque a Assembleia soube mostrar que não há perseguições a pessoas nem a sócios).

A apresentação de contas de 2016 aos sócios, mais de 2 meses depois do prazo legal (até 90 dias após o final do exercício), com a ausência do “Presidente da Direcção1” e do seu “Secretário2” leva-nos a refletir sobre que caminho seguia a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Alcanede.

Ainda sem listas conhecidas e enquanto Comandante do Corpo de Bombeiros de Alcanede apelo, de forma livre e sem medo, que as forças vivas de Alcanede e Gançaria, os sócios da AHBV Alcanede se possam juntar e em Assembleia Geral Eleitoral a ser convocada para o próximo mês de Julho, se possam juntar e apresentar uma solução directiva a bem das Populações da área de actuação prioritária do Corpo de Bombeiros de Alcanede.

Que impere o senso e não a ambição pessoal de querer ser aquilo que não se consegue conquistar por mérito próprio. Teremos mais queixas em Tribunal? Ou decididamente as pessoas vão procurar ser uteis em lugar de querer ser importantes?

O Verão está aí. Alcanede e a Gançaria podem contar com os Bombeiros de Alcanede na medida das nossas possibilidades. Estamos feridos mas de pé e prontos, se Deus quiser, para qualquer ocorrência.

(1 e 2) – As aspas servem para enquadrar dois cargos demissionários em Assembleia Geral de há mais de 2 anos e que continuavam em funções sem que haja uma acta de uma Assembleia Geral assim o determinasse, de acordo com os Estatutos.

Filipe Regueira, Sócio e Comandante dos Bombeiros Voluntários de Alcanede.

Artigos Relacionados

SCUTS – PORTAGENS – AUTO-ALDRABICES

Portal Alcanede

As vilas de Alcanede e de Pernes na escrita do tempo

Portal Alcanede

A importância do PDM … Por Francisco Mendes

Portal Alcanede