17.9 C
Alcanede
Domingo ,19 Maio, 2024
Entrevistas

Próximo “Ídolo” de Portugal pode ser de Alcanede

A freguesia de Alcanede está representada no programa da SIC “Ídolos”. Aos 20 anos, João Santos, residente em Alqueidão do Mato, foi desafiado por alguns amigos a participar no concurso. Apesar de se considerar mais guitarrista do que cantor, o jovem continua a ultrapassar fases importantes do programa que o poderão levar até às galas finais.  O Portal Alcanede falou com ele e revela-lhe alguns episódios do percurso deste jovem artista que frequenta o 3º ano de Engenharia Civil do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Quem sabe, um futuro “Ídolo”.


Portal Alcanede – O que te levou a aventurar no programa de televisão “Ídolos”?

João Santos – Foram uns amigos que me inscreveram e acabei por aceitar o desafio. A minha ideia era chegar ao casting e depois, quando chegasse ao teatro, “ir à vida”. Só queria mesmo passar no casting para que a malta que toca comigo não gozasse.

Portal Alcanede – Não é falsa modéstia da tua parte?

João Santos – Não, eu não sou cantor. Eu sou guitarrista e sinto que sou limitado a cantar. A minha arte é tocar. Claro que gosto de cantar, mas tal como muito boa gente, eu canto é no chuveiro e em Março! (risos).

Portal Alcanede – Quando chegaste ao pé do júri, composto pelo Pedro Abrunhosa, Tony Carreira, Bárbara Guimarães e do “implacável” Moura dos Santos, qual foi a primeira coisa que te ocorreu?

João Santos – Senti que a “coisa” tanto poderia correr muito bem, como muito mal. Até fui para lá calmo, mas tive de manter uma postura algo defensiva, para que não me “atacassem” muito. Levei temas fáceis para não complicar demasiado. Conheço as minhas limitações.

Portal Alcanede – Estiveste quantas horas à espera de ser chamado para o casting?

João Santos – No pré-casting até estive pouco tempo, cerca de duas horas. Mas no dia do casting, cheguei lá às nove da manhã e saí por volta das oito da noite. É basicamente um dia inteiro a olhar uns para os outros.

Portal Alcanede – Imaginamos que isso aumente o nervosismo?

João Santos – No meu caso não aumentou nem diminuiu. O objetivo era tentar fazer o melhor possível, não estava muito nervoso porque encarei a situação como uma espécie de brincadeira, que poderia correr bem ou não. Felizmente passei.

Portal Alcanede – É essa a forma com encaras normalmente o teu dia-a-dia?

João Santos – Sim, porque é a tal coisa, pelas experiências que já tive no mundo da música, vejo que há muita malta que se preocupa muito com o que vai acontecer, ficam nervosos, stressados. Se é isto que eu quero para a vida (música), tenho de aprender a lidar com os nervos e com a ansiedade. Faz parte.

Portal Alcanede – Foi essa a sensação que deixaste transparecer no casting. Parecia que “não era nada contigo”, pelo menos o júri ficou com essa ideia…

João Santos – De certa forma, aquilo era comigo. Até acredito, que se não me tivessem inscrito, lá tivesse ido parar na mesma por vontade própria, porque tinha alguma curiosidade em ver como é que aquilo funciona. Mas sempre sem grandes expetativas.

Portal Alcanede – Quando é que surgiu o “clique” para a música?

João Santos – Quando tinha seis anos os meus pais levaram-me para as aulas de música e para os escuteiros. Eu detestava as aulas de música, chorava “baba e ranho” cada vez que tinha de ir para lá, até que aprendi a gostar daquilo. Considero que foi a partir desse momento que moldei um pouco a minha personalidade. Percebi que devo gostar das oportunidades que me são dadas. Na altura não gostava e hoje é o que mais me dá prazer.

Portal Alcanede – Como é que a tua família está a reagir a esta tua exposição mais mediática?

João Santos – Tal como eu, também os meus pais e avós estavam habituados a ver “as coisas por fora”, não pela primeira pessoa! Agora é passar pelo mesmo “filme” mas por dentro. Não gosto de ser conhecido.

Portal Alcanede – Assusta-te a fama?

João Santos – Gosto de passar ao lado disso, sou mais do género “low profile”. Entendo que a projeção mais mediática é o preço que se tem de pagar para fazer aquilo de que se gosta! Não me importo que me conheçam pela música, agora se for pelo tipo que passou pelos ídolos e não conseguiu fazer nada… fico um bocado danado.

Portal Alcanede – A tua paixão, e naturalmente o teu talento, levou-te a tocar em bares e discotecas desde muito cedo?

João Santos – Com 12 anos! Tocava com malta mais velha, entre os 30 e os 40 anos. Foi uma altura muito interessante pela descoberta dos palcos, ou mini-palcos. Era engraçado ver uma banda a tocar com um puto lá pelo meio e foram várias as vezes em que fui literalmente barrado à entrada…

Portal Alcanede – Do género “O que é que o menino está aqui a fazer?”…

João Santos – Pois, porque na hora do sound check tudo bem, o pior era antes do espetáculo começar. Se não fosse no grupo, os seguranças não me deixavam entrar, e lá tinha de explicar que ia tocar.

Portal Alcanede – Voltando ao casting dos Ídolos. És mais cantor do que guitarrista ou o Tony Carreira está enganado?

João Santos – O Tony Carreira é que está enganado. Está claramente enganado. (risos)
Pode ser que um dia ele tenha razão, oxalá que sim, por acaso até gostava que tivesse razão, mas para já está enganado.

Portal Alcanede – Passado o casting, nesta altura os “Ídolos” já estão na fase das eliminatórias que decorrem no Teatro. No passado domingo passaste a primeira fase, vem aí a etapa de cantar em trio, o que esperas?

João Santos – Continuo com a mesma postura de quando fui para lá. Vamos ver como corre. O Pedro Abrunhosa voltou “a dar-me nas orelhas”…

Portal Alcanede – Mais uma vez?!

João Santos – Dá sempre. Pediu-me para “vestir” o papel de um cantor e é o que vou tentar fazer.

Portal Alcanede – Sabemos que tens temas originais?

João Santos – Sim, é verdade. Apesar de nunca ter sido cantor/intérprete sempre tive estúdio em casa e nunca tive vergonha de cantar. Tenho alguns temas meus.

Portal Alcanede – A prova disso está no teu tema “Barco à Vela”, que de resto, está visível no youtube?

João Santos – É um trabalho semi-profissional. A ideia foi apresentar alguma coisa que fosse um bocadinho mais comercial e que desse para as pessoas ouvirem.

Portal Alcanede – Até onde te leva o sonho de ser um “Ídolo” de Portugal?

João Santos – O meu objetivo é quando sair do programa, tentar lançar alguma coisa feita por mim, seja eu a cantar ou não. Já que lá estou, seria interessante tirar algum proveito desta minha participação no programa.

Portal Alcanede – Obrigado pelas tuas declarações e votos de que a tua continuidade nos “Ídolos” se prolongue até à final…

João Santos – Eu é que agradeço ao Portal Alcanede a oportunidade. Continuação de um bom trabalho e felicidades.

Portal Antigo Visualizações: 6079

Artigos Relacionados

Fernando Melo: “Antigamente a medicina era mais humanizada”

Portal Alcanede

Sérgio Batista: “Vamos lutando para que a tradição nunca se perca”

Portal Alcanede

António Valente: “Um corpo de bombeiros voluntários nunca está sem comando”

Portal Alcanede