22.1 C
Alcanede
Terça-feira ,9 Agosto, 2022
Entrevistas

Manuel João Inácio: “Às vezes custa-me ouvir certas coisas”

mjinacio

mjinacioO Portal de Alcanede foi conhecer de perto a obra do Centro Social Serra do Alecrim, situada no Pé da Pedreira, freguesia de Alcanede. Em breve, 103 utentes vão poder usufruir do Lar de Idosos, Centro de Dia, Apoio Domiciliário e Creche cuja primeira pedra foi lançada em Maio de 2009. A obra, que partiu do empenho dos Baldios de Valverde, Pé da Pedreira, Barreirinhas e Murteira vai custar mais de Um Milhão e Cinquenta e Cinco Mil euros e dará emprego a cerca de 40 pessoas.

Nesta entrevista, o presidente do Centro Social Serra do Alecrim fala das dificuldades porque passaram, agradece os apoios e afirma que na serra há pessoas que já deram mostras das suas capacidades.

serraalecrim1Portal Alcanede (PA) – Como é que surge a ideia de constituir esta IPSS – Centro Social Serra do Alecrim (CSSA)?

Manuel Inácio (M Inácio) – Começou numa conversa entre amigos e já lá vão 10 anos! Depois de algumas dificuldades, pensámos em iniciar este projecto e a partir do momento em que foi aprovado pelo programa PARES (Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais) não mais parámos e aqui está a obra.

PA – Que balanço é possível fazer destes 10 anos de existência da associação?

M Inácio – O balanço é bom. O facto de a obra estar em curso, por si só é muito positivo. A prioridade foi sempre a construção do Lar, Centro de Dia e a Creche.

PA – Estamos a falar da maior obra social do distrito de Santarém e uma das maiores do país. Qual o custo total desta obra?

M Inácio – Um Milhão e Cinquenta e Cinco Mil euros. A obra foi adjudicada à firma Miraterra, Lda. (Grupo JJ Louro) e como em todas as obras, o valor final vai ser superior. Há custos que não faziam parte do caderno de encargos, por exemplo arranjos exteriores, alterações em alguns pormenores do projecto e que vão encarecer em cerca de 300 mil euros o valor final.

Manuel Inácio 2PA – De onde vieram os contributos financeiros?

M Inácio – Os Baldios de Valverde, Pé da Pedreira, Barreirinhas e Murteira foram fundamentais. Eles são a palavra-chave de todo este processo que garantiram, logo à partida, 450 mil euros. Caso não existisse este apoio era impensável levar por diante uma obra desta natureza. Depois houve a comparticipação do estado com o programa PARES e toda a ajuda das populações que ainda hoje se manifesta. Por exemplo, são as mulheres daqui que estão a fazer todos os cortinados, as limpezas e a apoiar no que é necessário. Em breve vai chegar a vez dos homens. Já os avisei! Claro que, também algumas empresas já contribuíram e oferecem o seu trabalho, a sua mão-de-obra, nesta importante causa.

PA – Em termos de utentes, qual é a capacidade?

M Inácio – O lar terá capacidade para 30 utentes, o centro de dia 25, a creche vai acolher 33 crianças e o apoio domiciliário será prestado a 15 pessoas. Ao todo são 103 utentes.

PA – Qual vai ser o critério para admissão dos utentes?

M Inácio – Em primeiro lugar ser sócio. Mudámos os estatutos e nesse sentido qualquer pessoa, de qualquer ponto do país, pode vir a ser utente desta instituição. A única diferença que existe é que as pessoas de Valverde, Pé da Pedreira, Barreirinhas e Murteira pagam um euro por mês e 25 euros de jóia, os restantes pagam 2 euros e também 25 euros de jóia.

PA – A criação de postos de trabalho é também uma mais-valia. Quantos postos serão criados?

M Inácio – É sem duvida uma mais-valia. Esta obra vai dar emprego entre 30 a 40 pessoas.

serraalecrim2PA – É a vossa “menina dos olhos”?

M Inácio – É mesmo assim. Tal qual disse no dia do lançamento da primeira pedra, vi esta “menina” nascer e quero dar-lhe condições para que cresça, se desenvolva e atinja a idade adulta até ser uma “Mulher”, de maneira a que depois possa seguir o seu caminho sozinha e sem problemas. É verdade que muita gente não acreditava nesta obra, tivemos muitas “peripécias” pelo caminho, muitos inconvenientes, pessoas amigas e outras menos, mas a verdade é que o trabalho está à vista. Sinto-me feliz por ter abraçado esta causa e não estou nada arrependido.

PA – O que falta agora para que os utentes possam usufruir desta obra?

M Inácio – Falta tudo o que é burocracia. Por exemplo, falta luz! Em Agosto pedimos à EDP e ela deu-nos como prazo um Ano! É uma coisa que não percebo! Os papéis de licenciamento estão na câmara municipal de Santarém e estamos a aguardar. Da parte da segurança social já temos luz verde para a inclusão do mobiliário que deverá ser colocado a partir da próxima semana, mas quanto ao resto temos de esperar.

PA – Ou seja, não é possível avançar com uma data certa para a inauguração?

M Inácio – Nem sequer vou arriscar uma data. Assim que tiver uma certeza vos direi. Penso que será em breve, mas não vou criar expectativas antes de tempo.

PA – Muito obrigado pelas suas declarações ao Portal de Alcanede e felicidades para as vossas iniciativas…

M Inácio – Fiquei muito contente por terem entrado em contacto connosco. Quer queiramos quer não…somos da serra. Eu sou mesmo assim e falo desta forma! Acho que temos sido esquecidos, não pelo Portal de Alcanede, mas de maneira geral há quem diga algumas coisas que não são verdade. Aqui na serra as pessoas são boas, dignas e são tão capazes como outras quaisquer. Custa-me ouvir, às vezes, certas coisas que se dizem. Mas, felizmente temos demonstrado que somos capazes de fazer coisas boas e assim continuará a ser. Mesmo a comunicação social quase sempre nos esquece e por isso, quero agradecer a vossa presença.

O Centro Social Serra do Alecrim IPSS

A associação Centro Social Serra do Alecrim IPSS foi constituída no ano de 2000. Tem por objectivos estatutários o apoio a crianças e jovens e a promoção e protecção dos cidadãos na velhice e invalidez. Encontra-se inserida na zona dos Baldios de Valverde, Pé da Pedreira, Barreirinhas e Murteira, na freguesia de Alcanede.

Desenvolve actividades de animação para idosos e reformados nas Casas do Povo de Valverde, de Barreirinhas e Murteira e de Pé da Pedreira. Promove Ginástica para Maiores de 55 anos e Alfabetização de Adultos (parceria com o Agrupamento de Escolas de Alcanede).
A sede da instituição encontra-se a funcionar provisoriamente no Edifício da Assembleia de Compartes dos Baldios de Valverde, Pé da Pedreira, Barreirinhas e Murteira, sito em Valverde, Alcanede.

Respostas sociais da Instituição – Em construção: Edifício de Apoio Social (PARES) inclui Lar de Idosos, Centro de Dia, Apoio Domiciliário e Creche Tradicional.

NOTA: No antigo site do Portal esta página foi lida 4367 vezes

Artigos Relacionados

Conceição Gaspar, “Todas as decisões tomadas foram as possíveis e adequadas para levar o barco a bom porto”

Carlos Coelho

António Valente: “Um corpo de bombeiros voluntários nunca está sem comando”

Portal Alcanede

Pedro Ramos: “É importante não deixar morrer as nossas tradições”

Portal Alcanede